Stock: Bruno Senna corre com Pizzonia em Interlagos

Prati-Mico’s Racing forma dupla de ex-pilotos da Williams na Fórmula 1

Bruno Senna será companheiro de Antonio Pizzonia no carro número 1 da Prati-Mico’s Racing na abertura da temporada 2014 da Stock Car, marcada para o próximo dia 23 em Interlagos. A dupla reunirá pilotos com passagem na Fórmula 1 pela Williams, equipe que retornou às manchetes depois dos animadores treinos coletivos que antecederam a prova inaugural do calendário neste domingo em Melbourne (Austrália).

Aos 30 anos de idade, Bruno voltará ao cockpit da Stock Car após a bem-sucedida experiência inicial na Corrida do Milhão, no encerramento do campeonato passado – foi considerado o melhor astro convidado desde que a prova foi criada em 2008. Neste período, recebeu consultas de diversas equipes para ingressar definitivamente na categoria, mas optou por continuar baseado na Europa – disputará duas corridas do Mundial de Endurance pela Aston Martin, uma delas as 24 Horas de Le Mans, e deverá anunciar brevemente a outra série em que correrá integralmente. Além disso, viajará para sete grandes prêmios da Fórmula 1 como comentarista técnico da tevê britânica Sky.

Bruno está alegre com a chance de voltar à Stock Car num evento com formato inusitado, a obrigatoriedade da troca de pilotos pela primeira vez em seus mais de 30 anos de existência. O regulamento determina que os titulares alinhem no grid, e Pizzonia, que estreará na equipe depois de um ano afastado da categoria, fará o primeiro turno de 40 minutos. Em seguida, cederá o volante para Bruno completar os 20 restantes. “Sempre disse que a Stock Car era uma possibilidade, dependendo da proposta. E a que recebi da Prati-Mico’s Racing me agradou em todos os aspectos. Vou correr por uma equipe em evolução, que fez a pole em São Paulo no ano passado e tem a ambição de crescer cada vez mais. E ter como parceiro um piloto com a qualidade e a experiência do Pizzonia também pesou na minha decisão”, explicou Bruno.

O rodízio de pilotos, no entanto, não é novidade para Bruno, já que o modelo é empregado no Mundial de Endurance em que conquistou três vitórias, dois segundos lugares e quatro poles no ano passado. Mas ele sabe que vai precisar usar os treinos para ensaiar a operação e evitar ao máximo a perda de tempo – a troca está estimada em 40 segundos. “O banco do Stock é diferente daquele que eu estava acostumado no Endurance”, lembrou. Bruno deverá iniciar a preparação para a corrida nos treinos exclusivos dos convidados na manhã da sexta-feira.

Pizzonia acredita que o parceiro poderá fazer diferença pela familiaridade com corridas em que há o revezamento ao volante. “Não será exatamente uma prova longa como aquelas que ele fez de endurance, mas o conhecimento do procedimento da troca de pilotos conta bastante nessa hora, já que o risco de perda de tempo diminui. Fico feliz também por ele ter aceitado o convite para dividir o carro comigo”, comentou.

O uruguaio Juan Carlo Lopez, diretor-técnico da Prati-Mico’s Racing, disse que a presença de Bruno dará mais uma injeção de ânimo para toda a equipe. “É um orgulho enorme ter um piloto com o sangue Senna com a gente. Além disso, ele tem experiência nesse tipo de prova. Outra vantagem sobre a maioria dos demais convidados é que ele está ainda com tudo fresquinho na cabeça, carro, pneus, traçado, porque correu em Interlagos em dezembro e a Stock Car é a sua última referência”, destacou. “Acho que vamos ter uma das duplas mais fortes do grid”, acrescentou.

Com o anúncio da contratação de Bruno Senna, a Prati-Mico’s Racing fechou o seu quarteto para a prova. O carro número 4 será dividido pelo titular Júlio Campos e o convidado Fábio Carbone, outro nome com ampla experiência no automobilismo europeu e japonês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *