Stock: Camilo assume a ponta na largada, mas recebe toque e vê Cacá lhe tomar a ponta

Thiago Camilo teve menos de meio minuto de alegria na sexta corrida da temporada 2007. O piloto da Texaco Vogel, que largou por fora, em segundo, na parte suja da pista ainda úmida, conseguiu não só defender sua posição como atacar o pole Rodrigo Sperafico e apontar na primeira curva na liderança. Não houve tempo sequer de contorná-la, porque Camilo foi tocado por trás, rodou, abandonou a corrida e viu do box da sua equipe Cacá Bueno vencer e assumir a liderança do campeonato.

“Alguns pilotos têm que entender que a corrida tem 50 minutos, não se decide na largada. Eu consegui fazer uma boa largada, tive uma oportunidade de assumir a ponta porque o Sperafico freou muito cedo, aproveitei minha oportunidade de forma limpa e de repente levei uma pancada por trás, não foi nem um toque. É lamentável perder a liderança do campeonato nestas circunstâncias, por irresponsabilidade de um colega”, disse Camilo, que  continua com 77 pontos, cinco e menos que o agora líder Cacá Bueno.

Giuliano Losacco, companheiro de Camilo na Texaco Vogel, largou em 22º lugar e também fez uma largada excepcional. “Eu fui por fora, vi um monte de batidas na minha frente, me livrei de todas elas, passei um monte de gente e acho que já tinha chegado na zona de pontos (até o 15º lugar) quando alguém me bateu forte e me jogou para fora. Agora tenho somente duas corridas para entrar entre os dez do playoff. A situação não é fácil, mas também está longe de ser impossível”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *