Stock: Camilo se diz pronto para um novo campeonato

Thiago Camilo vai entrar no playoff em terceiro lugar, a mesma posição que entrou em 2006. Mas esse ano a postura do piloto será diferente.

“Ano passado eu comecei de forma mais agressiva. Pela experiência que tivemos no playoff de 2006, ficou claro que o importante é pontuar em todas as corridas. O Cacá Bueno foi campeão fazendo apenas 32 pontos nas quatro corridas no playoff, o que é muito pouco. Se esta tendência se repetir creio que os pilotos que entraram nas primeiras posições, principalmente, serão bastante cautelosos. A primeira corrida do playoff, em Buenos Aires, será o melhor termômetro”, disse o piloto da Texaco Vogel, que viaja hoje à noite para a Argentina, onde vai testar o carro da equipe oficial da Toyota que usará nos 200 Quilômetros de Buenos Aires, prova da TC 2000 que acontece no próximo dia 07.

Hoje, na prova vencida por Hoover Orsi, Camilo largou em 20º , chegou a cair para 31º e fez uma bela corrida de recuperação, cruzando a linha de chegada em 8º lugar. “Levei uma batida não sei nem de quem e fui lá para trás. Depois vim ganhando posições, muita gente quebrou também. Foi uma corrida dura, que exigiu demais dos carros, onde o Mauro (Vogel, chefe da equipe) mostrou mais uma vez sua qualidade, me dando um carro super-confiável”.  A Texaco Vogel, com 111 pontos, manteve a terceira colocação no campeonato de equipes, que tem em primeiro lugar a Medley Mattheis (155) e em segundo a Eurofarma RC.

Renovação no playoff é de 40%

Seis pilotos que participaram do playoff em 2006 – Cacá Bueno, Ricardo Maurício, Thiago Camilo, Hoover Orsi, Felipe Maluhy e Rodrigo Sperafico – voltaram a figurar na lista dos ‘dez mais’. Dos quatro que ficaram de fora – Antonio Jorge Neto, Giuliano Losacco, Alceu Feldmann e Guto Negrão – Neto foi o que passou mais perto. Venceu uma corrida esse ano e estava disputando a liderança em Brasília quando seu motor começou a cair de rendimento vertiginosamente e o piloto da Eurofarma RC acabou abandonando a prova. Os quatro ‘novatos’ são Ingo Hoffmann, Valedeno Brito, Marcos Gomes e Daniel Serra, os dois últimos, campeão de vice da Stock Ligth, estreando na categoria principal.

Giuliano Losacco, bicampeão da Stock Car (2004 e 2005), precisava chegar em segundo lugar para ter o direito de brigar pelo terceiro título. Lergou em 28º , chegou a cair para 36º e abandonou a prova na volta.

“Na primeira vez que o safety car entrou na pista a pressão do combustível começou a cair, o painel avisava que havia superaquecimento e o carro começou a engasgar. Depois que saí do carro vi que ele estava amassado na traseira, tomei um toque na largada. Provavelmente o escapamento foi obstruído e isso provocou o superaquecimento e a quebra da bomba de combustível”, disse o piloto do Astra de número 9.

Losacco disse ainda que vai tentar fazer o melhor possível e quem sabe ganhar uma corrida. “Minha expectativa no início da temporada era estar no playoff e brigar pelo título. Não deu. Além dos vários problemas para acertar o carro, tivemos uma série de quebras e batidas, parecia mesmo que uma nivem negra estava em cima de mim. Mas nessa corrida, apesar do resultado, meu carro já apresentou um rendimento bem melhor, e vou para as quatro corrida finais pensando em ficar a melhor posição possível, o 11º lugar. Ano passado o Ingo Hoffmann não participou do playoff e ganhou duas das quatro últimas corridas, o cara tem doze títulos e não desanimou, ele é o melhor exemplo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *