Stock: Camilo tem sua melhor abertura de temporada

Thiago Camilo não estava 100% satisfeito com o segundo lugar na abertura da temporada 2008 porque perdeu nos pit stops a liderança alcançada na pista, mas ter chegado ao pódio com o segundo lugar foi sua melhor abertura de temporada na sua quinta temporada de equipe Vogel.

“Eu tinha carro para fazer a pole position, tinha carro para ganhar e estava liderando a corrida quando abriu a janela para os pit stops, por isso sempre fica um gosto de quero mais. Por outro lado ano passado eu também tinha um carro fantástico, tive problemas na classificação, larguei em 25º e já estava em 8º quando meu pneu furou. Não marquei pontos. Começar a temporada na frente é uma experiência nova e sem dúvida nenhuma muito gostosa para mim, dá mais tranqüilidade para trabalharmos daqui em diante”, disse o piloto do Chevrolet Astra número 21 da Texaco Vogel. Em cinco anos de Vogel, a melhor colocação de Camilo numa corrida de estréia havia sido o 8º lugar em Interlagos em 2006.   


Com a quebra de Ingo Hoffmann na primeira passagem pela Curva do Sol, Thiago Camilo, que partiu da segunda posição, assumiu a liderança da prova e a manteve até entrar para o pit stop obrigatório para reabastecimento, que foi re-introduzido esse ano na categoria. Os carros da Eurofarma RC – de Jorge Neto e Cacá Bueno – vinham logo atrás. Marcos Gomes, que largou em 6º, ficou mais tempo na pista, aproveitou que seu carro estava muito rápido, usou o nitro para fazer três voltas voadoras e saiu de sua parada um pouco á frente de Camilo, assumindo a ponta para não perder mais.


“O Marquinhos estava mais rápido que eu. Fiquei meio segundo atrás dele na primeira volta depois que ele me passou, depois vi que não daria para chegar e controlei o Cacá, que vinha atrás de mim, para assegurar a melhor posição possível, que era o segundo lugar.”


Losacco leva batida e tem boa corrida abreviada


Giuliano Losacco vinha fazendo uma boa corrida, abreviada por um toque por trás que culminou com um problema no câmbio que o obrigou a abandonar sua primeira corrida na Texaco JF. O bicampeão da Stock Car (2004/2005) largou em 19ª e na primeira passagem já estava em 15º . Foi ganhando posições e já estava entre os dez primeiros quando freou para evitar um multiacidente na sétima volta. Caiu para 11º e depois levou uma batida atrás de seu Peugeot, que comprometeu o carro. “É uma pena porque o carro estava bom e eu vinha ganhando posições, podia tranqüilamente acabar entre os dez primeiros e somar pontos importantes. Mas quando se larga lá atrás é assim mesmo, vem batida de todos os lados. Vamos trabalhar para sair numa posição melhor em Brasília, que é uma pista que eu gosto muito, já fiz pole position”


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *