Stock: Campeões da Stock Light têm “missão impossível” em Santa Cruz

A chuva que caiu em Santa Cruz do Sul (RS) na manhã desta sexta-feira transformou o treino classificatório da Copa Nextel Stock Car numa verdadeira loteria. Depois da definição da pole position a favor de Duda Pamplona (Officer Motorsport), o que mais se ouvia nos boxes eram reclamações dos pilotos, que enfrentaram tráfego, excesso de acidentes, pista suja, entre outras dificuldades.

Foi o caso dos pilotos da Nova RR (Peugeot), Norberto Gresse (Agecom / Bardahl) e André Bragantini Júnior (Eurofarma / Hope RH), respectivamente campeão e vice da Stock Car Light 2007 – atual Copa Vicar. Um erro de estratégia, somado ao intenso tráfego e ao grande número de acidentes nos 30 minutos que definiram os 15 classificados para a segunda fase do classificatório, jogou a dupla para as últimas posições do grid.

Gresse parte em 30º e Bragantini em 33º na quarta e mais fria etapa da temporada. Os paulistas entram na pista com uma “missão impossível”, segundo eles mesmos definiram. “Chegar entre os 15 já não é tarefa fácil largando no ‘meio do bolo’. Partindo das duas últimas filas fica ainda mais difícil. Mas não vamos perder a motivação por isso. Pelo contrário, dá uma vontade ainda maior, pois adoro desafios”, declarou Bragantini.

Gresse gostou das mudanças que a equipe fez no carro, em relação aos treinos livres. “Tínhamos um bom acerto, mas não consegui fechar nenhuma volta boa. Colocamos o pneu novo muito tarde e pegamos tráfego e acidentes em quase todas as curvas. Isso, aliás, já se tornou comum aqui em Santa Cruz. Espero que na corrida eu consiga me livrar dessas confusões e chegue à zona de pontos”, disse Betinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *