Stock Car: Thiago Camilo e Ricardo Zonta vencem no Velo Città

Thiago Camilo (Ipiranga Racing) e Ricardo Zonta (Shell V-Power) foram os vencedores da segunda etapa da temporada, disputada no autódromo Velo Città, em Mogi Guaçú, no estado de São Paulo.  

Thiago Camilo (Ipiranga Racing) e Ricardo Zonta (Shell V-Power) foram os vencedores da segunda etapa da temporada, disputada no autódromo Velo Città, em Mogi Guaçú, no estado de São Paulo.  

Prova 1:

Camilo venceu a primeira prova. Daniel Serra e Ricardo Maurício, parceiros na RC Eurofarma, completaram o pódio.

Pole-position Camilo manteve a ponta, seguido de perto por Serra, até a parada nos pits. Com todas as paradas feitas, o piloto do carro #21 retomou a liderança, e a disputa com Serra.

Faltando um minuto e meio para o final o bicampeão acionou o Fan Push e tentou passar Camilo por fora, que conseguiu segurar a posição. Na volta final Camilo também acionou o botão de ultrapassagem, impedindo um último ataque de Serra. No final Camilo venceu com 0s351 de vantagem sobre Serra. Maurício fechou o pódio.

“Essa foi talvez a vitória mais emocionante da minha carreira. Graças a Deus conseguimos provar na pista que temos potencial para brigar pelo título. E que o Andreas (Mattheis) e a Ipiranga Racing formam uma grande equipe que está entre as melhores. Como tenho falado em todas as entrevistas, sem querer ser repetitivo, só eu sei o que passei no ano passado pelas dificuldades que enfrentamos. O atleta vive do resultado e não tem como mascarar isso. Independentemente do que você tenha feito no passado, se deixa de figurar entre os primeiros em uma temporada e começa a andar atrás, você deixa de ser o que já foi e aí passa a ser apenas mais um na pista. E precisa ser forte para recuperar a vontade pessoal e voltar a confiar no próprio talento.”, declarou Camilo, que não vencia desde a etapa de Londrina em 2017.

“Foi por pouco. Houve pequenas falhas minhas durante a corrida, mas foi uma corrida muito boa. O meu freio deu uma abaixadinha antes do pit stop e ele (Thiago Camilo) conseguiu abrir uma boa vantagem naquele momento. Quando eu voltei, estávamos muito próximos e eu acho que ali foi a primeira chance que eu tive de tentar passar, mas não deu. Depois, quando eu cheguei nele de novo, eu tinha apenas mais um push para usar, mas não foi o suficiente. Aí chegamos lado a lado na curva 1.”, declarou Serra.

Gabriel Casagrande (Crown Racing) terminou em quarto, seguido por Felipe Fraga (Cimed Racing) e Marcos Gomes (KTF Sports).

Ricardo Zonta (Shell V-Power), Rubens Barrichello (Full Time Sports), Diego Nunes (KTF Sports) e Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) completaram os dez primeiros.

Com o grid invertidos dos dez primeiros, Campos garantiu a primeira posição para a segunda prova.

Final, prova 1:

1. Thiago Camilo (Ipiranga Racing), 28 voltas em 45min45s
2. Daniel Serra (Eurofarma RC), a 0.351
3. Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 7.979
4. Gabriel Casagrande (Crown Racing), a 12.913
5. Felipe Fraga (Cimed Racing), a 15.051
6. Marcos Gomes (KTF Sports), a 17.061
7. Ricardo Zonta (Shell V-Power), a 20.148
8. Rubens Barrichello (Full Time Sports), a 25.007
9. Diego Nunes (KTF Sports), a 28.839
10. Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing), a 29.726
11. Lucas Foresti (Vogel), a 31.456
12. Bruno Baptista (RCM Motorsport), a 34.283
13. Rafael Suzuki (Hot Car Competições), a 37.351
14. Gaetano di Mauro (Shell Helix Ultra), a 37.675
15. Allam Khodair (Blau Motor Sports), a 38.077
16. Denis Navarro (Cavaleiro Sports), a 55.461
17. Galid Osman (Shell Helix Ultra), a 2:02.344
18. Cacá Bueno (Cimed Racing), a 1 volta
19. Pedro Cardoso (Hot Car Competições), a 1 volta
20. Marcel Coletta (Crown Racing), a 1 volta
21. Nelson Piquet Jr (Full Time Sports), a 1 volta
22. Valdeno Brito (Prati-Donaduzzi Racing), a 1 volta
23. Bia Figueiredo (Ipiranga Racing), a 1 volta
24. Guga Lima (Vogel), a 2 voltas
25. Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports), a 3 voltas
26. Max Wilson (RCM Motorsport), a 3 voltas
27. Cesar Ramos (Blau Motor Sports), a 12 voltas
28. Raphael Reis (Carlos Alves Competições), a 15 voltas
29. Vitor Baptista (Shell V-Power), a 16 voltas

Prova 2:

Zonta venceu a segunda prova, seguido por Barrichello e Cacá Bueno (Cimed Racing).

Na largada, enquanto Nunes passava Campos pela liderança, um enrosco envolvia o Gaetano di Mauro ((Shell Helix Ultra), Lucas Foresti (Vogel) e Rafael Suzuki ((Hot Car Competições).  Ara evitar levar um toque Serra acabou perdendo várias posições.

Campos, usando o Fan Push, retomou a liderança na quarta volta.  O piloto da Prati-Donaduzzi Racing conseguiu abrir 1s2 de vantagem sobre Nunes. Abreu era o terceiro, seguido por Barrichello.

Com a janela de pits aberta, Barrichello adiou a sua parada, e conseguiu abrir 16 segundos de vantagem sobre Zonta, eu ganhou a posição de Campos na saída do pit.  Contudo Barrichello perdeu muito tempos nos boxes, voltando atrás de Zonta e Campos.

Zonta abriu sete segundos de vantagem, e Barrichello superou Campos, pelo segundo lugar. Pouco depois Bueno também ultrapassou Campos. No final Zonta venceu com 4s8 de vantagem sobre Barrichello. Bueno fechou o pódio.

“Neste ano, a pontuação da segunda corrida é mais importante ainda do que era no ano passado e a gente teve um pit stop perfeito, que nos devolveu para a pista seis segundos na frente do segundo colocado. O carro se comportou muito bem, apesar de a bomba de combustível estar falhando por causa do calor. Mas o carro estava em ordem e deu para ganhar essa prova. Vamos lutar pelo campeonato este ano”, disse o vencedor.

“Hoje o dia estava muito quente e eu estava sem água para me hidratar. Nessa segunda corrida, a bomba da minha água não funcionou e isso tornou a prova desgastante. Eu sinto muito pelo problema que a gente teve no box, mas foi uma ótima corrida. Eu e a equipe, a gente ganha e perde juntos. Fizemos uma estratégia foi muito boa. Eu só tenho a agradecer por mais este pódio, que aparentemente nos deu bons pontos, o que me deixa tranquilo e feliz.”, declarou Barrichello.

Casagrande repetiu o quarto lugar. Allam Khodair (Blau Motor Sports) foi o quinto, seguido por Fraga.

Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports), Cesar Ramos (Blau Motor Sports), Valdeno Brito (Prati-Donaduzzi Racing) e Maurício fecharam os dez primeiros.

Campos e Nunes se tocaram nas voltas finais, e caíram para as últimas posições.

Serra lidera o campeonato com 61 pontos, seguido por Barrichello com 59 e Maurício com 55.

A próxima etapa acontece no dia 19 de maio, em Goiânia.

Final, prova 2:

1 . Ricardo Zonta (Shell V-Power), 26 voltas em 48min42s
2 . Rubens Barrichello (Full Time Sports), a 4.858
3 . Cacá Bueno (Cimed Racing), a 16.615
4 . Gabriel Casagrande (Crown Racing), a 23.640
5 . Allam Khodair (Blau Motor Sports), a 24.326
6 . Felipe Fraga (Cimed Racing), a 24.902
7 . Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports), a 26.229
8 . Cesar Ramos (Blau Motor Sports), a 26.806
9 . Valdeno Brito (Prati-Donaduzzi Racing), a 29.045
10 . Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 35.168
11 . Gaetano di Mauro (Shell Helix Ultra), a 35.514
12 . Max Wilson (RCM Motorsport), a 36.242
13 . Bruno Baptista (RCM Motorsport), a 37.583
14 . Denis Navarro (Cavaleiro Sports), a 39.737
15 . Vitor Baptista (Shell V-Power), a 40.549
16 . Daniel Serra (Eurofarma RC), a 41.304
17 . Bia Figueiredo (Ipiranga Racing), a 42.928
18 . Diego Nunes (KTF Sports), a 45.595
19 . Rafael Suzuki (Hot Car Competições), a 55.049
20 . Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing), a 1:01.928
21 . Lucas Foresti (Vogel), a 1:59.886
22 . Guga Lima (Vogel), a 1 volta
23 . Marcel Coletta (Crown Racing), a 2 Voltas
24 . Nelson Piquet Jr (Full Time Sports), a 7 Voltas
25 . Thiago Camilo (Ipiranga Racing), a 15 Voltas
26 . Marcos Gomes (KTF Sports), a 17 Voltas
27 . Raphael Reis (Carlos Alves Competições), a 20 Voltas
28 . Pedro Cardoso (Hot Car Competições), a 26 Voltas
29 . Galid Osman (Shell Helix Ultra), não completou

Campeonato:

1. Daniel Serra, 61
2. Rubens Barrichello, 59
3. Ricardo Maurício, 55
4. Thiago Camilo, 49
5. Felipe Fraga, 49
6. Ricardo Zonta, 48
7. Gabriel Casagrande, 48
8. Julio Campos, 33
9. Allam Khodair, 31
10. Marcos Gomes, 30
11. Cesar Ramos, 26
12. Gaetano di Mauro, 24
13. Cacá Bueno, 22
14. Bruno Baptista, 21
15. Lucas Foresti, 18
16. Diego Nunes, 18
17. Rafael Suzuki, 16
18. Max Wilson, 14
19. Felipe Lapenna, 14
20. Nelson Piquet Jr, 14
21. Denis Navarro, 12
22. Valdeno Brito, 12
23. Vitor Baptista, 6
24. Bia Figueiredo, 6
25. Galid Osman, 5
26. Pedro Cardoso, 2
27. Marcel Coletta 1

CBA emite comunicado desclassificando Ricardo Zonta

Entidade retira do paranaense os resultados das duas corridas do Velo Città

Em comunicado oficial enviado às 9h18 desta sexta-feira (17/5) à Vicar, promotora do Campeonato Brasileiro de Stock Car, a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) informou oficialmente a desclassificação do piloto Ricardo Zonta nas duas corridas disputadas na segunda etapa da competição, no dia cinco de maio, no Autódromo Velo Città. O comunicado foi assinado pelo Presidente do Conselho Técnico Desportivo Nacional da CBA, Carlos Roberto Montagner, baseado no relatório dos comissários técnicos responsáveis pelas vistorias dos carros na segunda etapa. O documento não informa explicitamente qual foi a irregularidade.

Com a decisão, Rubens Barrichello automaticamente passa a ser o vencedor da segunda das duas corridas da rodada dupla realizada no Velo Città, que tinha como primeiro colocado Ricardo Zonta.

A Vicar aguarda agora a emissão pela CBA da nova pontuação do campeonato, para que esta possa ser informada à imprensa.

Segue a íntegra do comunicado da CBA:

“Ref. 2ª etapa do Campeonato Brasileiro Stock Car

Mogi Guaçu (SP) Autódromo VeloCittà de 03 a 05 de maio de 2019

Vistoria Técnica de Peças retidas do veículo no 10 da equipe TMG Racing piloto Ricardo Zonta

 

Com base no relatório da Comissão Nacional de Velocidade e do Comissário Técnico da CBA, onde analisou as peças retidas do veículo no 10 do piloto Ricardo Zonta, após as provas, este Conselho ratifica a conclusão do relatório que as peças estão em desacordo com o Regulamento Técnico da categoria, por este motivo o piloto Ricardo Zonta veículo no 10 está DESCLASSIFICADO das duas corridas

 

Solicitamos que a CBA notifique o piloto e a equipe

 

 

Rio de Janeiro, 16 de maio de 2019

Conselho Técnico Desportivo Nacional

Carlos Roberto Montagner

Presidente”

 

Nova classificação:

Campeonato de Pilotos:

1) Rubens Barrichello, 64

2) Daniel Serra, 62

3) Ricardo Maurício, 56

4) Felipe Fraga, 50

5) Thiago Camilo, 49

6) Gabriel Casagrande, 49

7) Allam Khodair, 33

8) Marcos Gomes, 30

9) César Ramos, 27

10) Gaetano Di Mauro, 27

11) Julio Campos, 25

12) Bruno Baptista, 24

13) Cacá Bueno, 24

14) Diego Nunes, 21

15) Rafael Suzuki, 19

16) Max Wilson, 16

17) Felipe Lapenna, 15

18) Nelson Piquet Jr, 15

19) Lucas Foresti, 15

20) Denis Navarro, 14

21) Valdeno Brito, 13

22) Ricardo Zonta, 10

23) Bia Figueiredo, 7

24) Vitor Batista, 7

25) Galid Osman, 6

26) Pedro Cardoso, 3

27) Marcel Coletta, 2

28) Guga Lima, 0

29) Raphael Reis, 0

30) Átila Abreu, 0

 

Campeonato de equipes:

1) Eurofarma RC, 118

2) Full Time Sports, 79

3) Cimed Chevrolet Racing, 74

4) Blau Motorsport, 60

5) Ipiranga Racing, 56

6) KTF Sports, 51

7) Crown Racing, 51

8) RCM Motorsport, 40

9) Prati-Donaduzzi Racing, 38

10) Shell Helix Ultra, 33

11) Cavaleiro Sports, 29

12) Hot Car Competições, 22

13) Shell V-Power, 17

14) Carlos Alves Competições, 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *