Stock Car: Treinos classificatórios agora podem decidir título

O novo sistema de treinos classificatórios é uma das mais notáveis – e potencialmente decisivas – atrações da Stock Car em 2009. A partir deste sábado, quando os 32 carros entrarem no circuito de Interlagos para disputar as posições de largada da abertura do calendário no domingo, os três primeiros colocados do grid serão merecidamente recompensados. O pole ganhará três pontos e seu companheiro de primeira fila levará dois. O terceiro colocado também receberá um ponto.

No entanto, a importância do qualifying vai muito além. De acordo com o regulamento desportivo estabelecido para a temporada, esses pontos extras acumulados ao longo da fase seletiva de oito corridas serão incorporados à pontuação inicial dos 10 pilotos que passarem aos playoffs das quatro provas finais. Desta forma, quem abrir os playoffs na liderança receberá 225 pontos mais o total das bonificações. O peso dos artigos 14.2 e 56 (parágrafo terceiro) fica mais evidente quando se observa que o atual campeão Ricardo Maurício bateu seu então companheiro na Equipe Medley, Marcos Gomes, por apenas quatro pontos. Em 2005, Giuliano Losacco chegou ao bi pela diferença mínima de um sobre Cacá Bueno.

O formato de disputas foi alterado na parte final. As duas primeiras sessões seguem sem modificações. A primeira, com 20 minutos, elimina o grupo que partirá da 17ª à 32ª colocação. A segunda, com 15 minutos, formará as posições de 7º ao 16º. Na terceira, as minicorridas de duas voltas, criadas experimentalmente no ano passado e envolvendo 1º x 6º, 2º x 5º e 3º x 4º, foram aposentadas sem deixar saudade. Agora serão apenas 10 minutos e os resultados conhecidos pela média das três melhores voltas dos seis pilotos. Caso um concorrente complete duas voltas, a média obedecerá a esse número, mas o piloto sairá atrás daqueles que girarem no mínimo três voltas. Da mesma forma, quem não completar mais do que uma também alinhará no fim desse grupo.

Em dezembro passado, quando as minicorridas foram realizadas pela última vez, Cacá Bueno ficou com a pole em Interlagos. Na primeira tomada de tempos, ele registrou o melhor tempo das três sessões com o tempo de 1:40.238. A previsão é que essa marca seja batida até com certa facilidade neste fim de semana no autódromo paulistano.

O desempenho abaixo da média dos carros das duas equipes comandadas por Andreas Mattheis vem sendo acompanhado com atenção. Na Medley/A. Mattheis, o estreante Xandinho Negrão e seu companheiro William Starostik continuam sofrendo com os problemas de nascença do novo carro, especialmente no sistema de direção. O mesmo ocorre com Daniel Serra e Cacá Bueno na Red Bull/WA Mattheis. Cacá está correndo atrás do prejuízo, já que perdeu os dois testes coletivos da semana depois que seu carro se incendiou no começo da manhã de terça-feira. O carro, no entanto, foi totalmente recuperado pela equipe.

As atividades de pista serão abertas com a terceira e última sessão de treinos livres, das 9h10 às 9h40 (Grupo 1) e das 10h10 às 10h40 (Grupo 2).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *