Stock: Duda preocupado com a volta do pit stop

Duda Pamplona está preocupado com a volta do reabastecimento de combustível para o Campeonato Brasileiro de Stock Car V8, uma das novidades do regulamento técnico deste ano.

Segundo o piloto da equipe Officer Motorsport, se implementada de maneira correta a novidade vai trazer mais emoção e maior equilíbrio à categoria que é uma das mais disputadas do automobilismo mundial e que na temporada de 2007 teve nove vencedores nas 12 etapas realizadas no Brasil e na Argentina.

“O regulamento deste ano prevê que o reabastecimento pode ser autorizado, mas não define em quais etapas e sob quais condições, o que muito importante para garantir mais emoção às nossas corridas. Já vi muitos Grandes Prêmios de F1 serem decididas no pit stop e acredito que isso vai acontecer na Stock Car, pois temos mais carros no grid e um equilíbrio muito maior entre as equipes.”

Duda destacou a que o regulamento deva ser bem claro sobre as normas e procedimentos sobre o reabastecimento para garantir que tudo seja feito dentro dos padrões de segurança que essa operação exige.

“Para que o pit stop possa contribuir para melhorar ainda mais o espetáculo da Stock Car é importante que ele seja feito em condições ideais, uma situação que pode não ser muito fácil de ser garantida nos autódromos onde a área da frente dos boxes é reduzida.”

Além das limitações físicas existentes em alguns circuitos, o piloto da Officer Motorsport lembrou ainda que é preciso homologar um sistema de reabastecimento que equalize as diferenças entre as três carrocerias usadas na Stock Car – Chevrolet Astra, Mitsubishi Lancer e Peugeot 307. Além da localização do bocal de reabastecimento, o formato do tubo condutor de combustível até o tanque deve ser levado em consideração para evitar que uma marca seja beneficiada em detrimento de outra.

A princípio a liberação do pit stop visa a “Prova do Milhão”, etapa especial que terá o maior prêmio já dado a um vencedor em provas disputadas no automobilismo brasileiro. Por ser uma prova de características especiais ela deverá ser bem mais longa que as etapas regulares, o que vai deverá exigir o reabastecimento de combustível e talvez uma troca de pneus:

“Como cada pit stop representa uma situação crítica, onde a comunicação entre o piloto e sua equipe de box é tão importante quanto o trabalho do encarregado do reabastecimento, quanto mais pudermos treinar essa operação em situação de corrida e aperfeiçoar esse procedimento.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *