Stock: Guto Negrão estréia engenheiro em Campo Grande

Guto Negrão ganhou um reforço na tentativa de marcar os primeiros pontos na Stock Car em 2007. A partir desta semana em Campo Grande, onde a categoria promove a terceira etapa, o experiente Zé Maria Fernandes passará a trabalhar como seu engenheiro de pista exclusivo na Vivanz 307 Racing.

Com o sinal amarelo aceso depois de passar em branco em Interlagos e Curitiba, as sugestões de Guto para ampliação da estrutura técnica da equipe foram ouvidas.

Profissional com mais de 20 anos de vivência no automobilismo de competição, Zé Maria trabalhou na Formula 3 sul-americana e japonesa na década de 90 antes de se transferir para a Stock Car. Passou pela Action Power, RC e Katalogo Racing, onde foi engenheiro de Ricardo Maurício na última temporada. Neste início de campeonato, Zé Maria vinha cuidando do carro do piloto Carlos Alves.

A equipe de Guto está baseada em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Zé Maria já conheceu as instalações e começou a discutir as idéias para melhorar o desempenho do Peugeot 307 com os diretores técnicos Andreas Mattheis (Medley) e Thiago Meneghel (Vivanz 307 Racing). “Na verdade, o desafio ainda é o mesmo: procurar entender o funcionamento do carro com os pneus nacionais que estamos usando neste ano. Isso é fundamental numa categoria com o nível de competitividade atual da Stock Car”, lembra.

Zé Maria estreará num circuito de raros pontos de ultrapassagem e com características particulares que complicam o acerto dos carros. De acordo com o engenheiro, a falta de aderência nos primeiros treinos é de tal ordem que ele prefere começar o trabalho como se a pista estivesse molhada. “Gosto de deixar o carro alto e as suspensões macias, para facilitar a rolagem. Só mais tarde, à medida que o asfalto começa a ficar emborrachado e com mais grip, é que vamos fazendo os ajustes necessários.”

A chegada do novo técnico foi aplaudida por Guto, 8º colocado em 2006. “A Stock Car está mais equilibrada do que nunca e não podemos mais perder tempo. Faltam seis provas para o final da fase de classificação e está na hora de começarmos a pontuar com regularidade. Estávamos sentindo a falta de maior número de profissionais da área. Com a vinda do Zé Maria e de um especialista na coleta de dados, a tendência é que o trabalho flua melhor.”

A programação da 3ª etapa será aberta sexta-feira às 10h15, com a realização da primeira bateria de treinos oficiais com duração de 90 minutos e limite de 20 voltas por piloto. A segunda será à tarde, com o mesmo formato, a partir das 13h45. As sessões classificatórias estão marcadas para sábado. Das 10 às 11h30, com o máximo de 16 voltas por piloto, serão conhecidos os 10 mais rápidos que decidirão a superpole das 11h50 às 12 h. Domingo, a largada será autorizada ao meio-dia. A capital sul-matogrossense está uma hora atrás em relação ao horário de Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *