Stock: Hoover e Serrinha dão poucas voltas em sexta-feira fria e chuvosa na capital argentina

Frio e chuva são ideais para muitas coisas – namorar em frente à lareira, por exemplo – mas corridas de carro não são uma delas.

Assim, a Red Bull Racing permaneceu “entocada” nos treinos dessa sexta-feira no Autódromo Oscar Galvez em Buenos Aires, palco da nona etapa da Copa Nextel Stock Car em 2007, a primeira de quatro provas que decidem o título da temporada.

Sétimo e oitavo na pontuação do play-off que se inicia, Hoover Orsi e Daniel Serra não participaram do treino extra pela manhã e, no primeiro e único treino “oficial”, à tarde, deram poucas voltas. Poucas mesmo: cinco para Hoover e 11 para Serrinha. No fim das contas, a dupla da Red Bull Racing acabou na 35ª e 43ª posições da cronometragem liderada por Cacá Bueno.

“Condições de chuva nunca são iguais entre si, então não há muito sentido em buscar uma teórica ‘adaptação'”, explica o chefe da equipe Red Bull Racing, Amir Nasr. “O que realizamos mesmo foi o chamado ‘shakedown’, só para verificar se estava tudo OK com motor, câmbio, embreagem e tudo mais. Mesmo assim, quando o Hoover e o Daniel estiveram na pista fizeram os melhores tempos do treino até então, indicando que também temos um bom acerto de chuva, apesar da previsão para amanhã ser de tempo bom”.

Vencedor da etapa passada em Brasília, Hoover ecoou a opinião de Amir: “Saímos para a pista mais para amaciar as pastilhas de freio, porém mesmo com poucas voltas deu para sentir que o carro está bom. É uma pena que o treino de hoje provavelmente servirá para pouca coisa se a previsão de tempo bom para amanhã for confirmada, mas essas circunstâncias são iguais para todos. No treino de amanhã teremos a oportunidade de ajustar o que falta no acerto do carro”.

Serrinha, que, ao contrário de Hoover, não disputou a corrida da TC2000 argentina no final de semana passado no autódromo portenho – correu de GT Open na Itália na mesma data – aproveitou as 11 voltas no Oscar Galvez sem preocupar-se com tempos.

“A equipe achou melhor poupar o carro para amanhã, por isso minha preocupação maior foi mesmo fazer o ‘shakedown’ do carro”, relatou o paulistano de 23 anos. “Felizmente vamos ter mais um treino amanhã antes da classificação, onde espero poder pegar bem a mão da pista no seco”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *