Stock: Pilotos criticam mau estado da pista argentina

Thiago Marques, da Cimed Racing, afirma que condições da pista são precárias, principalmente sob chuva, que marcou primeiro dia de treinos da Stock em Buenos Aires.

Assim como apontava a previsão do tempo, a chuva não deu trégua para os pilotos da Stock Car hoje, em Buenos Aires, no primeiro dia de treinos para a nona etapa da Stock Car. O piloto molhado complicou a vida dos brasileiros, sobretudo devido ao mau estado de conservação da pista argentina, que foi alvo de crítica de alguns pilotos.

“Antes de vir para cá, disse que esperava que as condições do traçado estivessem melhores do que do ano passado. A comissão de pilotos fez vistoria na pista e pediu várias alterações, como o recapeamento do asfalto nas saídas de curva, onde a zebra formou buracos perigosos. Infelizmente, nada foi feito”, reclamou Thiago Marques (Cimed-Sky-Alpina).

O piloto da Cimed Racing concorda que o tempo ruim ajudou a tornar as condições piores no treino livre de hoje, mas alerta que, mesmo com pista seca, os problemas da pista seguirão incomodando os pilotos. “A maior desvantagem da chuva é que se forma lama em alguns pontos da pista e isso deixa ainda mais escorregadio o piso”, comentou o paranaense.

Como a previsão é de melhora no tempo para o sábado e para o domingo, alguns pilotos preferiram nem se arriscar muito no traçado argentino, trabalhando no acerto para pista seca. Este foi o caso de Luciano Burti (Cimed-Brasil Telecom-Sky).

“Foi um dia atípico de treinos. A pista estava bem molhada nas duas sessões que disputamos, mas, como devemos correr com pista seca amanhã, preferi não alterar nossa programação de teste e trabalhar no set up de classificação e corrida sem chuva”, afirmou Burti.

Uma das sessões livres, inclusive, foi transferida de hoje para a manhã deste sábado (das 8h às 9h30, com o máximo de 28 voltas por piloto), a fim de ajudar pilotos e equipes a encontrar um melhor acerto do carro para uma condição de pista que ainda não foi testada por eles.

“É difícil fazer previsões para o treino classificatório de amanhã, porque esta é uma pista nova para todos, e ainda há muito a ser melhorado por vários pilotos e equipes. Além disso, a condição de clima e de pista será outra”, comentou o ex-piloto da F-1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *