Stock: Ingo é abalroado e larga em 15º

Alemão fica em 5º. na primeira classificação, porém no último minuto é atingido na traseira, danificando o carro que não teve condição de voltar. Pole fica com Duda Pamplona.

A chuva que desabou na madrugada em Santa Cruz do Sul (RS) e ficou alternando durante a manhã já era prenúncio de que a definição do grid de largada da 4ª. etapa da Copa Nextel Stock Car seria bastante arriscada. E foi um festival de rodadas e o acidente que prejudicou Ingo Hoffmann deixando-o na 15ª. posição no grid, depois de ficar com o 5º. tempo na primeira sessão e não conseguir voltar para a segunda. A pole ficou com Duda Pamplona.

Segundo o novo regulamento, a classificação é dividida em três partes. Da primeira, que dura 30 minutos, saem os 15 melhores. Ingo ficou com o 5º. tempo e na última volta, foi parar na grama, em função do estado precário da pista, cheia de lama e sujeira devido as várias rodadas. Foi quando acabou atingido…

“Escorreguei porque tinha barro, fui parar na grama, onde fiquei preso tentando sair devagarinho, pois o carro patinava. De repente, alguém me acertou em cheio, nem vi quem foi. Ainda consegui levar o carro até os boxes, mas o tempo foi curto para a equipe efetuar o conserto para eu poder voltar para a segunda sessão. Foi brochante”, lamentou Ingo.

A equipe AMG Motorsport se desdobrou, fez o possível, mas os danos foram muitos. Assim, Ingo não conseguiu voltar para a segunda sessão e ficou com o último tempo da primeira (15º). “Agora é tentar passar incólume na primeira curva”, disse o supercampeão, que busca marcar seus primeiros pontos na temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *