Stock Jr.: Cássio Homem de Mello aprende com os erros na etapa de Campo Grande

Piloto paulista envolveu-se em alguns incidentes e terminou a prova do último domingo em sétimo lugar.

É errando que se aprende. O ditado popular encaixa-se bem no resumo do final de semana do piloto Cássio Homem de Mello (Terra / Lojack / GFS / Iguaçu / ICEC / Corsa / Instituto Vita Care / Ogio), que terminou em sétimo lugar no último domingo (dia 3) na 3ª etapa da Stock Car Jr, disputada no autódromo internacional Orlando Moura, em Campo Grande (MS). A vitória ficou com o paulista Rafael Negrão, que completou as 17 voltas em 30min59s247. Na categoria Master, o primeiro colocado foi o baiano Patrick Gonçalves.

Partindo da terceira colocação, Cássio tinha um dos carros mais velozes entre os 17 pilotos na disputa. No entanto, um acidente logo no início da prova já prejudicou a performance do piloto. Na tentativa de ultrapassar os dois primeiros colocados de uma só vez, de forma precipitada, ele acabou se tocando com o piloto Cauê Carvalho e os dois rodaram, caindo para o final do pelotão.

Homem de Mello iniciava sua recuperação, quando após uma manobra arriscada no “empoeirado” autódromo sul-mato-grossense acertou o carro de Rodrigo Navarro. Pela atitude, o piloto foi obrigado a parar nos boxes e pagar um drive-thru.

“Estava me recuperando, após o acidente da 1ª volta, e me precipitei na freada da curva que antecede a reta oposta. Fiz uma manobra imprudente da minha parte por estar na sujeira e acertei o Navarro que não tinha nada a ver com a situação. Comprometi totalmente a corrida dele”, lamentou Cássio, que agora está em terceiro lugar no campeonato, com 57 pontos.

“Estou muito arrependido por ter acabado com a corrida de outro piloto, principalmente de um amigo. A primeira coisa que eu fiz ao descer do carro, antes mesmo de tirar o capacete, foi pedir desculpas ao Navarro”, contou o piloto de 22 anos.

Todos os acontecimentos, no entanto, serviram para que o piloto analisasse o final de semana como uma forma de aprendizado. “Eu estava muito rápido na corrida. Sem dúvidas, era o mais veloz na pista. Mas com a quantidade de erros que cometi durante a prova e, depois que me jogaram para fora da pista faltando duas voltas para o final, não pude lutar por um melhor resultado. Pensando pelo lado positivo, essa foi uma das corridas que mais me ensinaram na vida. Agora é pensar nos erros cometidos, aproveitar os ensinamentos da prova, que ainda me renderão vitórias no futuro”, destacou Cássio.

O piloto prepara-se agora para a 4ª etapa da temporada, marcada para o dia 17 de junho, em Interlagos (SP). A prova de abertura de 2007 aconteceu neste mesmo circuito e Cássio subiu ao pódio, chegando em terceiro lugar. “Estou confiante de que amadureci após a prova de Campo Grande. Sei que farei uma boa corrida em São Paulo: mais calmo e consciente”, finalizou.

Os melhores na etapa de Campo Grande:
1º) Rafael Negrão (SP), 17 voltas em 30min59s247 (média de 113.00 km/h)
2º) Cauê Carvalho (SP), a 0s197
3º) Thiago Riberi (SP), a 1s172
4º) Eduardo Leite (SP), a 6s791
5º) Patrick Gonçalves (BA), a 8s214 *
6º) Jason Oliveira (SP), a 8s437 *
7º) Cassio H de Mello (SP), a 16s900
8º) Carlo Kain (SP), a 23s676
9º) Lucas Finger (PR), a 27s822
10º) Adriano Amaral (SP), a 40s378 *
* categoria Master

Veja os dez primeiros colocados na classificação geral da Stock Car Jr. após três etapas:
1) Thiago Riberi (SP), 68 pontos
2) Cauê Carvalho (SP), 65
3) Cássio Homem de Mello (SP), 57
4) Rafael Negrão (SP), 40
Jason Oliveira (SP), 40 *
6) Eduardo Leite (SP), 35
7) Lucas Finger (PR), 31
8) Carlo Kain (SP), 25
9) Rodrigo Navarro (SP), 23 *
10) Adriano Amaral (SP), 19 *
* categoria Master

Foto: Fernanda Freixosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *