Stock Jr.: Fabio Fogaça é finalista do Capacete de Ouro

Jovem piloto sorocabano está seguindo a trilha de sucesso de seu pai.

Filho de caipira, caipirinhá é. O sorocabano Fabinho prova cada vez mais que tem o DNA de esportista campeão de seu pai, Djalma Fogaça, conhecido como Caipira Voador. Além de liderar o Campeonato Brasileiro da Stock Jr., categoria de acesso para a Stock Car, ele agora foi indicado como finalista do Capacete de Ouro, o Oscar do esporte a motor nacional.

“O Capacete de Ouro é a premiação mais importante do automobilismo. Então, estou feliz de ser indicado nesse ano, que vem sendo muito bom pra mim”, comemora o jovem que recentemente completou 18 anos de idade.

A solenidade do Capacete de Ouro, organizada pela Revista Racing, acontece no dia 1º de dezembro, no Teatro Alfa, em São Paulo.

Aparentemente Fábio Fogaça vai confirmar a sina de outros filhos de campeões no automobilismo, que passaram a dividir as prateleiras dos troféus de seus pais com a mais cobiçada láurea do esporte a motor. Os primeiros primogênitos a repetirem a consagração de seus pais foram Daniel Serra e Xandynho Negrão. “Eu quero ser um vencedor como o meu pai e para isso procuro melhorar sempre”, avisa.

O filho de Chico Serra, que coleciona cinco Capacete de Ouro (Turismo 1999/2000, Nacional 2001/2002/Homenagem F1 2005), recebeu um em 2004, na categoria Fórmula. Já o filho de Xandy Negrão, que ganhou três vezes (Endurance 2004/2005/Vip 2006), foi premiado por fazer dupla com o pai na categoria Endurance em 2004 e 2005.

Djalma Fogaça tem um Capacete de Ouro, conquistado em 2003 pela categoria Truck. Agora Fabinho quer o seu espaço na estante, concorrendo na categoria Turismo. “Eu fico feliz de participar da premiação que meu pai já venceu. Quero dar continuidade pra passar ele em numero de Capacetes de Ouro!”, provoca brincando.

Entre os três finalistas da categoria Turismo do Capacete de Ouro, Fogacinha é o menos experiente e o que tem menos oportunidade de mostrar serviço, pois disputa apenas a Stock Jr. Os concorrentes do novato são Júlio Campos, experiente piloto que já correu até na Stock Car e agora atua na Pick Up Racing e Copa Vicar, e Pedro Boesel, que depois de começar sua carreira profissional em Fórmula, corre ao mesmo tempo na Copa Vicar e na Stock Jr.

“Sou o mais inexperiente, mas acho que estou mostrando bem o meu serviço desde cedo. Ganhar o Capacete de Ouro poderá me abrir portas para eu continuar no esporte e subir de categoria no próximo ano”, torce Fabinho, que tem três vitórias, cinco pole positions, três voltas mais rápidas e foi o piloto que liderou mais voltas nesta temporada.

A penúltima etapa da Stock Jr. Acontece neste domingo, em Tarumã, no Rio Grande do Sul, como preliminar da Stock Car.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *