Stock Jr.: Fábio Fogaça larga da primeira fila na estréia na Stock Jr.

Sorocabano de 16 anos começa com o pé direito e é o segundo mais rápido do dia.

Provando que tem a velocidade no sangue, o sorocabano Fábio Fogaça (G.Giannone) começou com pé direito na sua carreira no automobilismo. Neste sábado (12/04) o filho do veterano Djalma Fogaça foi o segundo mais rápido no treino classificatório da Stock Jr, uma das categorias da Copa Nextel Stock Car. Apesar do bom resultado o jovem piloto não ficou totalmente satisfeito com seu desempenho “Tendo consciência do que eu posso fazer, sei que eu poderia ter ido ainda melhor”, afirma o estreante. Aos 16 anos o esportista é o mais novo a participar de todo o evento da Stock Car, que inclui a Copa Nextel, Copa Vicar, Pick-up Racing e Stock Jr. A corrida acontece neste domingo, a partir das 15h15.


A pole position logo na corrida de estréia passou muito perto das mãos Fábio Fogaça. Após ser o mais rápido na última sessão de treinos livres, Fogacinha era o principal favorito a conquistar o lugar de honra no grid. Mas em sua segunda volta rápida, quando estava prestes a anotar a melhor passagem da sessão, seu carro apresentou um problema de carburação na curva do Bico do Pato, acabando com suas chances de largar na frente. “Na primeira volta eu dei uma erradinha, mas a segunda estava redondinha. Fiquei bastante chateado, mas largar em segundo vai ser bom para fazer uma boa corrida”, afirma. Para a corrida ele tem apenas uma estratégia “O jeito é acelerar forte, ir pra frente e buscar a vitória”, finaliza o titular da G.Giannone.


O pai e conselheiro Djalma Fogaça ficou bastante satisfeito com o desempenho do filho e destacou como fundamental sua atitude vencedora. “Eu gostei muito de ele estar bravo por ter sido o segundo colocado. Para um piloto é fundamental não se contentar em ficar atrás de ninguém. Ainda mais quando está começando”, garante o “Caipira Voador”. Após a classificação Djalma conversou com Fabinho e deu algumas dicas para sua primeira corrida da carreira. “Todo mundo é mais experiente, mas isso não pode intimidar. Tem que ir pra cima, porque é andando na frente que se ganha experiência”, aconselhou.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *