Stock: Juliano Moro termina em 15º e marca ponto para a Crystal Racing Team

Claudio Ricci também tinha chances de chegar na zona de pontuação, mas foi punido por um toque em Atila Abreu

Juliano Moro chegou a Salvador de última hora para substituir Constantino Jr, que disputa regularmente a temporada da Stock Car pela Crystal Racing Team. E cumpriu o objetivo que traçou ainda nos primeiros treinos livres na Bahia. Marcou um ponto, em 15º. “Marcar ponto é sempre importante. Eu esperava um pouco mais, mas foi bom, principalmente pelo que conseguimos tirar de lição deste fim de semana. Foi tudo novidade para mim. Então, se eu tiver outra oportunidade, espero aproveitar tudo o que aprendi aqui”, destaca Juliano Moro, que disputou sua primeira prova em 2010.

“Aqui não tem muito como ultrapassar, então o segredo foi tentar sobreviver e andar rápido quando era possível”, explicou Juliano Moro. A Crystal Racing Team tinha boas chances de terminar a prova com os dois carros na zona de pontuação, mas uma punição acabou com as chances de Claudio Ricci. Ele foi obrigado pela direção de prova a passar pelo pit lane em função de um toque em Atila Abreu. “Batemos, mas não foi um toque intencional… O (Antonio) Pizzonia estava por fora, me deixou na ‘farofa’, o Atila (Abreu) freou forte e ali não tive como segurar o carro”, lamentou Claudio Ricci.

“O que aconteceu foi uma pena, porque hoje era dia de marcar pontos, com certeza. Com alguma sorte, dava para chegar entre os dez, até. No acidente, eu só senti o carro deslizar em direção ao do Atila. Tanto não era minha intenção que naquele momento considero que eu nem estava disputando posição com ele”, acrescentou Claudio Ricci. A prova foi vencida por Cacá Bueno. A próxima etapa da Stock Car será a Corrida do Milhão, marcada para o dia 5 de setembro, no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, em São Paulo (SP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *