Stock: Julio Campos lidera e marca pontos em Curitiba

Estratégia diferenciada colocou o piloto na primeira posição antes da parada no box. No final, conseguiu cinco pontos, em 10º.

Se no automobilismo é precisou ousar, a equipe Panasonic Racing soube fazer isto no momento certo na terceira etapa da temporada da Stock Car, disputada neste domingo (18), em Curitiba. O time, que teve problemas nos dois carros na tomada de tempo e largou na parte de trás do grid, chegou a alcançar a liderança por um momento da prova, em função de uma estratégia arriscada e igualmente eficiente para Julio Campos, que estreou no time substituindo Ricardo Zonta.

Ele foi prudente como havia planejado na largada. “Passou todo mundo por mim”, brincou o piloto, que escolheu a linha de dentro para a primeira curva. Com um bom ritmo de prova, foi ganhando posições aos poucos e decidiu arriscar no meio da corrida. “Eu era mais rápido que cinco carros que estavam à minha frente. Então pensei ‘vou ficar na pista um pouco mais’”, afirmou Julio Campos. A decisão lhe rendeu até a liderança momentânea da prova. E a chance de abrir vantagem sobre os rivais diretos.

Quando voltou para a pista, ele já estava na zona de pontuação e suficientemente bem posicionado para cruzar a linha de chegada em 10º, conquistando seus primeiros pontos na Stock Car, cinco no total. “Nós tivemos um problema de motor ontem, trocamos e hoje não sabíamos como o carro se comportaria. Por isto resolvi esperar, fiz uma largada tranqüila e depois vi que dava para crescer ao longo da prova. Se eu tivesse largado um pouquinho mais na frente, seria perfeito”, concluiu.

Seu companheiro de equipe, Ricardo Sperafico, também tinha nas mãos a chance de marcar alguns pontos, mas foi traído pelo óleo deixado na pista pelo motor quebrado de Tarso Marques, passando reto na freada da primeira curva. Ele estava exatamente à frente do líder até aquele momento, Marcos Gomes, que perderia a posição e a corrida para Ricardo Maurício por enfrentar problema semelhante ao de Ricardo Sperafico. Ele também passou reto no mesmo ponto, na mesma volta, pelo mesmo motivo.

“Não dava para segurar o carro ali. Cheguei na freada, virei o volante e escapei. Agora é pensar em Santa Cruz do Sul”, revelou o piloto, já falando da próxima etapa, que será realizada no dia 21 de junho. O líder do campeonato continua sendo Marcos Gomes. Mas agora com uma diferença bem menor em relação ao segundo colocado, Ricardo Maurício, vencedor em Curitiba. São 65 pontos contra 64. Julio Campos tem cinco e Ricardo Zonta, que não pôde participar desta etapa, dois.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *