Stock Light: Alexandre Cunha correrá pela primeira vez em Campo Grande

Para o carioca, subir no pódio no Mato Grosso do Sul será o maior objetivo.

Se para alguns dos pilotos da Stock Car Light o Autódromo Internacional de Campo Grande já é bastante conhecido, para pelo menos um deles esta é uma grande novidade. Inaugurado ao final de 2001, o circuito da capital do Mato Grosso do Sul não foi utilizado uma única vez pelo carioca Alexandre Cunha (Inpacom/ Nicoboco/ Sawary/ RedeTV), que interrompeu sua carreira justamente em 2001 e não teve tal oportunidade. “Nunca dei uma volta sequer em Campo Grande, e este será um interessante desafio que terei pela frente”, apontou o terceiro colocado do Campeonato Brasileiro de 2007. A terceira etapa da Stock Car Light será neste final de semana, em Campo Grande (MS), com a corrida no domingo, dia 03 de junho.

Para sua primeira experiência no circuito de 3.433 metros, Alexandre espera que o recurso da telemetria possa ajudá-lo na análise de sua adaptação ao circuito. Ele ira estrear este equipamento na capital sul-mato-grossense, já que não teve a chance de utiliza-lo nas rodadas anteriores. “Já tínhamos o kit de telemetria na etapa passada em Curitiba, mas os sensores pararam de funcionar logo no primeiro treino, e acabamos sem tirar proveito do recurso. Espero que agora dê tudo certo, pois será uma boa ferramenta para este final de semana, já que não conheço a pista”, opinou o carioca.

As novidades no Astra Hatch da equipe M4T/WAS, entretanto, estão por toda parte. Desde a pintura, agora com a carenagem totalmente na cor preto fosco, muito utilizado no Tuning, até a reconstrução de parte do carro, danificado nos treinos para a prova de Curitiba. “O carro teve algumas mudanças, e a principal delas foi na dianteira do chassi, que estava avariada em sua estrutura e foi refeita. Agora já estamos com o conjunto preparado novamente para buscar uma reação no campeonato”, indicou o representante de Inpacom, Nicoboco, Sawary e RedeTV.

Para o carioca, os resultados obtidos pelo time comandado por Miguel Ferreira em Campo Grande podem representar um potencial extra para o final de semana. “Nossa equipe tem um bom acerto para esta pista, pelo retrospecto dos anos anteriores, e isso me motiva ainda mais a tentar um resultado que nos mantenha ou que nos coloque ainda melhor na briga pelo título”, concluiu Alexandre Cunha.

A liderança é do paranaense Diogo Pachenki (PowerTech), com 35 pontos, enquanto a vice-liderança é do paulista Norberto Gresse (AMG Motorsport/Bardhal), segundo colocado na prova, com um ponto a menos. O carioca Alexandre Cunha (M4T/WAS) está em terceiro com 28 pontos, empatado com o paulista Rafael Daniel (W2 Racing).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *