Stock Light: Categoria terá corrida a mais de 165 km/h neste fim de semana

Sétima etapa da temporada será disputada no anel externo do Autódromo de Brasília, que em termos de velocidade média só fica atrás do anel externo de Curitiba, sede da sexta rodada do campeonato.

 


A Stock Car V8 Light chega neste fim de semana ao segundo circuito mais veloz da temporada de 2007. Marcada para o anel externo do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília, a corrida deste fim de semana deve registrar médias de velocidade superiores a 165 km/h, que projetam uma corrida eletrizante para este domingo na pista brasiliense. O autódromo local só é mais lento que o anel externo do Autódromo de Curitiba, sede da sexta corrida do ano – onde o pole position atinge mais de 175 km/h –, e costuma agradar aos pilotos.


 


“A pista de Brasília tem mais curvas de alta velocidade que a de Curitiba, mas de raio mais longo e por isso as médias de velocidade são inferiores”, explica o carioca Eduardo Santos (Pauta Racing), que vem se destacando em sua temporada de estréia na categoria e ocupa a oitava posição na tabela de classificação com descartes. “Há poucas freadas fortes nessa configuração da pista e os pilotos andam o tempo todo muito próximos, o que torna as corridas muito equilibradas e divertidas tanto para os pilotos quanto para o público”, acrescentou o carioca.


 


Embora faça neste fim de semana sua estréia no anel externo de Brasília, Eduardo Santos já competiu no circuito completo do Autódromo Nelson Piquet, e tem boas recordações da Capital Federal. Foi nessa pista que, em 2006, ele conquistou sua primeira vitória no automobilismo, justamente no ano em que estreou pela Fórmula Renault Brasil. Na ocasião, ele disputava sua quarta corrida na categoria, o que torna inevitável a comparação com seu atual momento na Stock Light.


 


“É natural que o piloto leve algum tempo para se habituar a qualquer categoria. Isso aconteceu comigo na Fórmula Renault após somente quatro corridas, e foi mais ou menos esse tempo que levei para me acostuma com o Stock Light”, acrescentou Santos. “Já me sinto à vontade no carro e eu poderia estar entre os três primeiros colocados no campeonato se não tivesse tido problemas na corrida de Curitiba, quando precisei completar uma prova de recuperação”, acrescentou o carioca.


 


Oitavo colocado na classificação geral com 39 pontos – já considerados os descartes –, Eduardo Santos acredita que tem poucas chances de conquistar o título de campeão da categoria neste ano, mas acredita que ainda possa atingir o objetivo de terminar o campeonato entre os três primeiros na tabela. A equipe Pauta Racing vem conseguindo um bom desenvolvimento do carro desde a etapa de Santa Cruz do Sul, o que deixa o piloto confiante na conquista de um bom resultado neste domingo.


 


“Depois dos problemas que tivemos em Curitiba, ficou difícil brigar pelo título, mas desde o início do ano meu objetivo foi concluir a temporada, pelo menos, entre os três primeiros colocados. Estou a 13 pontos desta posição, e acredito que dê tempo de descontar essa diferença nas etapas de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo”, encerrou o piloto.


 


A programação oficial da sétima etapa prevê dois treinos livres de 1h30 nesta sexta-feira. No sábado será realizada mais uma sessão livre, além do treino classificatório. A corrida começa às 12h35 de domingo. Passadas sete etapas, os dez primeiros colocados no campeonato já considerados os descartes são:


 


1) André Bragantini Jr. (PR), 79


2) Norberto Gresse Filho (SP), 77


3) Gustavo Sondermann (SP), 52


4) Alexandre Cunha (RJ), 48


5) Diogo Pachenki (PR), 43


6) Renato Russo (SP), 43


7) Ariel Barranco (PR), 41


8) Eduardo Santos (RJ), 39


9) Rafael Daniel (SP), 37


10) Leandro Romera (SP), 37

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *