Stock Light: Equipe da Light estréia sistema de telemetria em São Paulo

Novidade motiva Ariel Barranco e André Bragantini, que busca sua segunda vitória na temporada.

Se na Copa Nextel Stock Car as 27 equipes que disputam a temporada fazem uso do sistema de telemetria, na categoria de acesso, a Stock Car Light, apenas algumas dispõem desse recurso. A tecnologia contribui com os engenheiros e pilotos no acerto do carro, já que mapeia informações de aceleração, frenagem, temperatura e rotação do motor.

Com os dados em mãos, fica mais fácil encontrar o acerto ideal e também saber em que ponto do traçado o piloto está perdendo mais tempo. Neste fim de semana, em São Paulo, durante a 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8 Light, mais uma equipe estréia a telemetria: a Nova RR / Hope RH, que lidera o Campeonato de Equipes.

Os pilotos do time ficaram entusiasmados com a novidade. “Nossos principais concorrentes já dispunham desse recurso. Agora, temos mais um ‘reforço’ na equipe, o que nos coloca ainda mais no páreo”, avalia André Bragantini (Eurofarma / Sascar), vencedor da segunda etapa deste ano, disputada em Curitiba. Neste fim de semana, ele busca mais uma vitória em sua pista favorita.

Seu companheiro de equipe, Ariel Barranco (Farmalife), também está motivado. “Nossos carros sempre foram rápidos em São Paulo. Na corrida de abertura o André liderava quando o diferencial quebrou, mesmo problema que enfrentei quando brigava pelas primeiras posições. Isso mostra que, se não tivermos quebras, estaremos competitivos”, prevê o paranaense.

Entre as equipes, a Nova RR Competições / Hope RH está na primeira colocação, graças ao bom desempenho da dupla de pilotos, que ocupa a 5ª e 6ª posições no Campeonato. “Apesar do mal resultado de Campo Grande, quando me envolvi num acidente na largada, não ficamos longe dos líderes e ajudamos a equipe a manter a dianteira na briga por uma vaga na Copa Nextel”, lembra Bragantini, que está 15 pontos atrás do líder, Norberto Gresse.

Aliás, o paulista radicado em Curitiba faz um alerta sobre os acidentes: “muitos pilotos esqueceram que o automobilismo é um esporte perigoso. Vou falar com os comissários da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) sobre alguns concorrentes, que estão sendo desleais em determinadas disputas”, desabafa Bragantini.

Os pilotos da Hope RH já estão em São Paulo, que, além das corridas da Stock Car Light, Copa Nextel e Stock Júnior, também vai sediar, pela primeira vez, uma prova do Campeonato Argentino de TC 2000 – que nos dois anos anteriores correu em Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *