Stock Light: Fernanda Parra pede mais respeito aos pilotos da Light na etapa de Curitiba

Toques e acidentes que ocorreram na primeira prova da temporada não devem se repetir neste fim de semana, acredita ela.

A Stock Light tem se assemelhado, cada vez mais, a Stock Car V8. Mas as diferenças que estão sendo deixadas para trás não têm raízes técnicas ou no comportamento do carro, e sim na conduta dos pilotos. O excesso de ímpeto que marca boa parte das disputas na categoria principal – e já chegou a ser anotado até mesmo pela Confederação Brasileira de Automobilismo – também chegou a Light e foi apontado pela paulista Fernanda Parra como um item preocupante para a rodada deste domingo (6/5), em Curitiba.

Fernanda foi vítima de alguns exageros na etapa de abertura da temporada e, depois de receber toques desleais até mesmo no treino livre de sexta-feira, passou a pedir mais respeito aos competidores – e espera que as batidas propositais não se tornem um hábito na categoria.

“O pessoal tem passado dos limites e eu senti isso na pele por ter levado diversos toques em São Paulo. No treino de sexta-feira foi acertada duas vezes pelo Ariel Barranco, e no domingo, na corrida, levei uma batida por trás do Rodrigo Stefanini, o que quase provocou meu abandono. Na minha opinião é preciso haver respeito dentro da pista porque o automobilismo é um esporte de risco. Ninguém sabe as conseqüências de um acidente e por isso é preciso evitar batidas a todo custo”, opinou Fernanda.

Para a corrida deste domingo, a piloto da equipe Katalogo Racing está confiante em conquistar seus primeiros pontos no campeonato. Depois de perder a chance de pontuar na corrida de abertura da temporada justamente por ter levado um toque no “Esse do Senna”, Fernanda espera repetir as boas corridas feitas na capital paranaense no ano passado.

“Estou muito confiante para essa prova. O Autódromo de Curitiba tem um traçado que gosto muito, e neste ano estou bem mais habituada ao carro e à categoria. Por isso espero fazer uma boa prova e marcar meus primeiros pontos na competição”, declarou a piloto.

Desde a etapa passada, Fernanda Parra passou a ter como companheiro de equipe o carioca Eduardo Santos, que veio da Fórmula Renault e fez sua estréia em categorias de turismo. Santos foi um dos destaques do campeonato patrocinado pela Renault no ano passado, e elogiou bastante o trabalho da Katalogo Racing no desenvolvimento de seu carro.

“Temos uma equipe muito bem entrosada e isso é fundamental em uma categoria competitiva como a Stock Light. Estou confiante em fazer uma boa prova neste fim de semana, o que para mim significa somar meus primeiros pontos no campeonato. Esta é minha temporada de estréia na categoria e no grid há muitos pilotos experientes, que conhecem muito esse carro. Por isso vou procurar me adaptar 100% ao equipamento para, depois, pensar em chegar ao pódio”, completou Eduardo Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *