Stock Light: Jefferson Endo está confiante e quer pontuar na sétima etapa

O piloto pontuou em todas as etapas que terminou e é o nono colocado na tabela de classificação. A próxima disputa acontece domingo 24, em Brasília (DF).

Após a etapa de Santa Cruz do Sul, agora é a vez de Brasília, no Distrito Federal, receber as emoções da Stock Car Brasil. No dia 24 de setembro acontece a sétima etapa da temporada 2006 no Autódromo Internacional Nelson Piquet. Para o piloto Jefferson Endo (Hot Car Competições) correr na capital federal é muito positivo por ser mais uma pista que irá conhecer e representa um desafio pelas altas velocidades impostas pelo circuito oval de 2.919 metros.

A programação oficial começa nesta sexta-feira, dia 22, com os primeiros treinos livres das três categorias da competição. No domingo, o evento terá início às 10h33, com a prova da Stock Car V8, que terá transmissão ao vivo pela Rede Globo. Às 11h55 será a vez da Stock Jr, e às 13 horas, a Stock Car V8 Light, com transmissão ao vivo pelo Canal SporTV, horário de Brasília.

Depois da realização de seis etapas o piloto Jefferson Endo da Hot Car Competições soma 38 pontos e está na nona colocação do campeonato. Espera uma disputa muito acirrada e afirma que mais uma vez, vai brigar por uma posição no pódio. “Acho que será uma corrida bem disputada, mas pretendo pontuar novamente, como tenho feito em todas as etapas que terminei. Espero contar com a sorte nesta etapa, detalhe que não pode faltar”, ressalta otimista o piloto que tem patrocínio do Grupo Endo – Samsung GVI, Banco Alfa e Motul.

O piloto faz uma análise de seu desempenho ao longo da temporada. “Acho que ao longo do campeonato não tive dificuldades, me adaptei rápido ao carro, e eu e a equipe tivemos uma boa sintonia. Quanto as pitas que não conhecia não houve problemas para pilotar, os treinos antes das corridas são suficientes para poder virar rápido. A equipe também está satisfeita com meu trabalho, superei as expectativas, houve muito transtorno nas provas com chuva, quando embaçava o pára-brisa do carro e outros pilotos que acabam rodando, batendo e prejudicam assim o trabalho que desenvolvemos ao longo das corridas e dos treinos”, finaliza o Jefferson Endo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *