Stock Light: Kaesemodel só pensa prova a prova

Piloto quer evitar fazer contas para o Campeonato e se focar num bom resultado na 7ª etapa, marcada para esse domingo, na rápida e desafiadora pista de Brasília.


Com o Campeonato Brasileiro de Stock Car V8 Light entrando na reta final, o piloto paranaense Lico Kaesemodel (Sascar) traçou um objetivo bem claro para a disputa da 7ª Etapa, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF), neste final de semana: se aplicar bastante nos treinos que têm início nessa sexta feira, para obter um bom resultado no domingo.

Kaesemodel ocupa a quarta posição no campeonato, com 64 pontos. A liderança é de Marcos Gomes, com 120. Para Lico, o importante é vencer e depois, no final, ver como o campeonato se encaminha. “Não quero fazer contas, sei que tem os descartes e eu tenho uma desclassificação… Estou pensando por corrida e o mais importante pra mim é vencer. Vou atrás disso nas próximas 3 corridas, depois, no final, vamos ver como fica o campeonato”, disse o piloto, que corre pela conceituada equipe RC Competições. O regulamento da Stock Car V8 Light prevê o descarte de duas das nove etapas.

O traçado de 2.919 metros é o mais rápido da temporada. Como é uma espécie de oval, com quatro curvas para a direita, o perfeito acerto do carro é o grande desafio das equipes. “Além de ser a pista mais rápida, exige um set up diferenciado no carro em relação a todas as demais do calendário, pois só tem curvas para a direita. Um bom motor conta muito, assim como a habilidade do piloto, visando aproveitar a velocidade em saída de curva. Estamos confiantes e esperamos preparar um carro bem equilibrado para o Lico”, destaca André Bragantini Jr, consultor técnico da equipe.

Kaesemodel, que disputa sua segunda temporada da Stock Car V8 Light, teve uma experiência intensa no ano passado em Brasília, na primeira vez que andou nessa pista: “É a pista mais de alta do campeonato, acho que a média horária chega a 160km/h. Ano passado fui bem lá, larguei em 9º e estava em 4º lugar quando, a 10 voltas do final, fui tocado e perdi várias posições. No fim, consegui recuperar algumas e terminei em 10º”, lembra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *