Stock Light: TG Competições volta a Curitiba

Para a corrida neste domingo (06) a equipe usará uma nova tática em busca dos primeiros pontos: poupar o equipamento e fugir dos toques.

A equipe TG Competições/Start Química – Filipe Nogueira (31) e Tiago Gonçalves (69) – está preparada para enfrentar o próximo desafio do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8 Light, que acontece de 4 a 6 de maio no Autódromo Internacional de Curitiba, na cidade de Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense. Será a segunda etapa das nove programadas da temporada, no circuito misto de com 3.695 metros de extensão. Pela briga acirrada demonstrada na etapa de abertura, em Interlagos, a menos de quinze dias, a expectativa é de mais um grande espetáculo também na pista paranaense.

Para encarar essa jornada, Filipe e Tiago, que correm com o patrocínio da Lupo, Asseptgel, Philippines e Grafons Cards, fizeram alguns ajustes nos carros Astra. Além disso, analisaram a última disputa e pretendem mudar a estratégia em busca de um bom resultado. “Vamos aproveitar bem os treinos para checar se está tudo em ordem depois das batidas que os carros sofreram em Interlagos. Vamos nos esforçar muito para conquistar as colocações dentro da tabela de pontuação visando o campeonato, mas sempre preservando o equipamento”, declara o piloto Filipe Nogueira.

O piloto mineiro disputará sua segunda prova no autódromo de Curitiba, na temporada de 2006 ficou em oitavo. “É uma pista desafiadora, ainda mais depois de uma corrida em Interlagos com bastante área de escape. Na primeira etapa ano passado quando corri no Autódromo de Curitiba estranhei um bocado. É um circuito curto e travado, que exige muita habilidade e técnica”, ressalta Nogueira.

Os treinos livres terão início nesta sexta-feira (04) a partir das 8 horas, no sábado acontece mais uma sessão de treino livre às 8h20 e o treino classificatório que define o grid de largada às 13h10. A corrida da Stock CarV8 Light está prevista para domingo às 12h35, com transmissão pelo Canal Sportv.

A Stock Light este ano tem critérios específicos. Foram permitidos pilotos que tenham chegado até o quinto lugar nos campeonatos regionais de turismo ou até o décimo na Stock Jr. ou em outro campeonato brasileiro. Também só puderam se inscrever os que participaram em pelo menos três provas da Stock Light nos últimos dois anos. Assim como em 2006, o grid da Light tem limite de 32 carros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *