Stock: Losacco começa melhor na luta dos líderes

Bicampeão leva batida no fim, mas termina à frente de Cacá Bueno na Argentina.

Mesmo envolvido em acidente nos minutos finais da segunda sessão, o bicampeão Giuliano Losacco (Medley) superou Cacá Bueno (RC) na briga particular dos líderes no primeiro dia de treinos oficiais da segunda rodada dos playoffs decisivos da Stock Car – a 10ª da temporada. Losacco ainda terminou na quarta posição, enquanto Cacá ficou apenas em 17º. Os dois dividem a ponta da tabela com 237 pontos. O mais rápido foi Ingo Hoffmann (AMG), piloto que não está incluído na lista dos 10 que continuam na briga pelo título.


Losacco estava em segundo ao ser surpreendido por uma manobra inesperada de Paulo Salustiano. “Ele fazia uma curva lentamente por dentro quando decidi ultrapassá-lo por fora. De repente, ele jogou o carro para cima de mim. Freei forte e rodei para não bater. Mas, pelo retrovisor, vi o Fábio Carreira rodando e vindo na minha direção. Não deu para fazer nada”, lamentou Losacco, cuja suspensão dianteira esquerda foi duramente atingida pelo impacto. O carro só foi levado para os boxes ao final dos ensaios.


O choque provocou a terceira bandeira vermelha de um treino movimentado, que começou com ameaça de chuva e terminou com o sol aparecendo entre nuvens. Pela manhã, a chuva não apenas complicou os treinamentos – poucos pilotos se aventuraram num traçado cheio de poças e propício à aquaplanagem – como deixou os improvisados boxes da Stock Car cheios de água. Os boxes permanentes estão sendo ocupados pela TC 2000, principal categoria do automobilismo argentino.


Neste sábado, os carros voltam à pista para duas tomadas classificatórias, a primeira delas com início às 11h10 e que apontará os 10 que decidirão a pole no superqualifying. Apesar de fechar a sexta-feira apenas na 25ª colocação, Guto Negrão, companheiro de Losacco e 7º lugar na tabela dos playoffs, acredita numa evolução. “O carro ainda estava muito mole por causa do acerto que usei com a pista molhada pela manhã. Ainda temos bastante a melhorar”, afirmou. Hoje, vinte e seis pilotos ficaram dentro do mesmo segundo, antecipando uma disputa acirrada pela posição de honra amanhã.


Os melhores tempos desta sexta-feira:


1 – Ingo Hoffmann (AMG), 51s975 (180,57 km/h)
2 – Thiago Camilo (Vogel/Texaco), 51s981
3 – Nonô Figueiredo (Scuderia 111), 51s991
4 – Giuliano Losacco (Medley), 52s067
5 – Valdeno Brito (L&M Racing), 52s091
6 – Ricardo Maurício (Katalogo), 52s106
7 – Fábio Carreira (P&B Racing Team), 52s149
8 – Christian Fittipaldi (Bassani Racing), 52s258
9 – Rodrigo Sperafico (JF Racing), 52s304
10 – Felipe Maluhy (Terra Avallone), 52s315

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *