Stock: Losacco cumpre meta e marca pontos em Curitiba

Piloto da Flash Power Racing faz estratégia de não trocar pneus e chega em 11º lugar.

Giuliano Losacco (Flash Power Racing) conseguiu cumprir a missão de terminar na zona de pontuação na segunda etapa da Stock Car. Depois de perder os dois treinos da sexta-feira na pista de Curitiba por causa do mesmo problema de falhação que o atrapalhou na abertura em São Paulo, o bicampeão de 2004 e 2005 cruzou a linha de chegada em 11.º lugar neste domingo. Na parada obrigatória para reabastecimento, Losacco manteve os pneus, e isso foi fundamental para escalar o pelotão.

“Quando a gente larga atrás é mais difícil”, lembrou Losacco, que partiu da 25ª posição. “O negócio é tomar cuidado para escapar dos acidentes. Foi uma corrida trabalhosa e pudemos terminar nos pontos, mesmo após as falhas elétricas que atrasaram demais a nossa evolução aqui. Decidimos não trocar os pneus porque o carro estava rendendo bem. Sabíamos que no final ele ficaria pior, mas o importante é que a estratégia ajudou muito no resultado de hoje”, definiu o piloto.

Por não ter trocado os pneus, o carro de número 9 de Losacco praticamente não perdeu o rendimento das voltas anteriores à parada do reabastecimento. “A gente percebeu que os tempos estavam melhorando a cada volta e optamos por essa estratégia porque assim não teríamos de esperar algumas voltas para os compostos atingirem de novo a temperatura ideal. Com isso, ganhamos um tempo precioso que fez a diferença no fim”, explicou o uruguaio Juan Carlos Mico Lopez, chefe da Equipe Flash Power.

Mico Lopez ainda ressaltou que Giuliano Losacco fez um excelente trabalho para controlar os ataques dos rivais, sobretudo no início da corrida e no momento em que a garoa começou a cair sobre o autódromo na volta 21. A maioria das equipes chegou a preparar os pneus de chuva. “Conversamos pelo rádio e pedi para ele ficar na pista o máximo que pudesse e tomasse cuidado com a curva da vitória, o ponto mais perigoso do circuito naquele momento. Logo a garoa passou e tudo voltou ao normal”, contou.

Losacco pôde também utilizar na corrida o botão push-to-pass, o dispositivo introduzido na categoria neste ano que aumenta a potência do motor. “Usei o botão apenas para me defender, e deu certo. Realmente funciona legal e dá para ver nitidamente quando ele é acionado”, garantiu o piloto de 33 anos. “Alcançamos a meta de terminar nos pontos. Aos poucos tudo vai se encaixando e a tendência é que a gente vá melhorando. Estou feliz com o que pudemos desempenhar aqui em Curitiba”, completou Mico Lopez.

Na próxima etapa, a Stock Car correrá no Velopark (dia 2 de maio), o mais novo circuito da temporada na cidade de Nova Santa Rita (RS). A Equipe Flash Power espera continuar a evoluir. “É uma pista desconhecida e todo mundo vai sair do zero. Isso pode contar a nosso favor, até porque vamos chegar com o problema do motor resolvido e poderemos entrar na disputa de igual para igual com as outras equipes. A expectativa é boa e confiança não pode faltar nunca”, disse Mico Lopez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *