Stock: Losacco e Cacá reacendem rivalidade

Quase quatro meses de “férias” não foram suficientes para diminuir a intensa rivalidade que vem marcando os encontros entre o bicampeão Giuliano Losacco (Medley) e o tri-vice Cacá Bueno (RC) na Stock Car. Nos treinos livres que abriram a semana de abertura da temporada, marcada para domingo em São Paulo, Cacá foi o mais rápido em sua estréia pela nova equipe, enquanto Losacco terminou em terceiro. Entre eles, dentro do mesmo décimo de segundo que separou os dois, apareceu Thiago Marques, o ex-companheiro de Cacá na Marques Motorsport.

Marques liderou da metade até perto do final da sessão de 70 minutos desta tarde em Interlagos. Giuliano, que passou boa parte do tempo na 6ª posição, subiu para segundo antes de ser ultrapassado por Cacá nos derradeiros minutos. Os três mais velozes calçaram um jogo de pneus novos. Losacco lamentou o retardatário que encontrou pela frente em sua segunda volta voadora. “Eu vinha mais rápido e seguramente baixaria meu tempo”, explicou. “Nas circunstâncias, o resultado foi bom”, resumiu.

A Equipe Medley entrou pela primeira vez na pista com o elogiado lay-out dos carros, que foram completamente revisados na oficina da equipe em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Na avaliação dos dois pilotos, os carros estão muito mais equilibrados do que no encerramento do campeonato de 2005. “É a primeira vez que estou colocando a segunda na entrada do Esse do Senna, botando a terceira logo em seguida e dando aceleração plena até chegar aos 6 mil giros”, explicou Losacco, satisfeito com o trabalho do time comandado pelo diretore-técnico Andreas Mattheis.

Guto Negrão também viu uma enorme evolução na comparação com o início de 2005. “Nas três primeiras provas, meu carro estava muito ruim. Agora, sinto que está bem melhor. Ainda temos alguns acertos para fazer, mas metade dos probleminhas vai desaparecer quando colocar pneus novos, o que não fiz neste treino. Meus pneus eram ainda os do ano passado e já bastante gastos”, comentou Guto, que fechou a prática em 14º.

O resultado dos testes colocou um carro de cada marca nas três primeiras posições. Pode ser um indicativo de que os ajustes na carroceria inspirada no modelo Bora, da Volkswagen, mantiveram o elevado nível de equilíbrio da Stock Car. Mas as condições nem sempre reveladas do estado dos pneus de cada equipe recomenda que a real correlação de forças seja avaliada de forma mais fiel depois dos treinos classificatórios do sábado.

Os melhores tempos dos primeiros treinos em Interlagos:
1 – Cacá Bueno (Mitsubishi Lancer), RC, 1:40.351 (154,49 km/h)
2 – Thiago Marques (Volkswagen Bora), Marques Motorsport, a 0s095
3 – Giuliano Losacco (Chevrolet Astra), Medley, a 0s180
4 – Allam Khodair (Chevrolet Astra), Boettger, a 0s361
5 – Ruben Fontes (Chevrolet Astra), JF, a 0s603
6 – Ingo Hoffmann (Mitsubishi Lancer), AMG, a 0s888
7 – Thiago Camilo (Chevrolet Astra), Vogel Motorsport, a 1s143
8 – Guálter Salles (Chevrolet Astra), Vogel Motorsport, a 1s187
9 – Chico Serra (Volkswagen Bora), OWL, a 1s460
10 – Rodrigo Sperafico (Chevrolet Astra), JF, a 1s503
14 – Guto Negrão (Chevrolet Astra), Medley, a 1s908

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *