Stock: Losacco vai ajudar Negrão a chegar aos playoffs

Bicampeão diz que companheiro de equipe deve ter prioridade em Brasília.

Quarto colocado e matematicamente garantido com 66 pontos, Giuliano Losacco (Medley) promete fazer o estiver ao seu alcance para assegurar a passagem do companheiro de equipe Guto Negrão aos playoffs decisivos da Stock Car. A corrida deste domingo em Brasília, 8ª e última da fase classificatória, definirá os 10 pilotos que disputarão o título nas quatro provas restantes. Negrão está em 9º e é um dos 18 pilotos que brigam pelas seis vagas em aberto.

“No que depender de mim, ele pode ficar tranqüilo. Sei que a prioridade da equipe neste momento é colocar os dois carros entre os finalistas e acho perfeitamente normal que ele receba maior atenção em Brasília”, afirma Losacco, que busca o tri da categoria mais importante do automobilismo brasileiro. A boa relação entre ambos é um facilitador a mais. “Em Santa Cruz do Sul, retomamos de vez aquele espírito de equipe. Conversamos bastante e, se os resultados na pista não foram os esperados, não foi por falta de entrosamento”, lembra Negrão.

No último fim de semana, Negrão correu em Londrina pelo Trofeo Maserati. Liderou todos os treinos, saiu na pole e ganhou a primeira bateria. Na segunda, já com a direção hidráulica quebrada, levou um toque de Alencar Júnior e abandonou com a roda traseira direita danificada e o pneu furado. “Valeu a pena, porque fiz o que mais gosto, que é andar num carro de corrida, e comecei a entrar nesse clima de decisão que existirá em Brasília. Foi muito melhor que a rotina dos exercícios físicos e aquela expectativa nervosa que antecede às provas”, prossegue.

Negrão reconhece que o maior foco da Equipe Medley sobre si pode tornar menos complicada a ida para os playoffs. “Meu carro e o do Giuliano são praticamente iguais. A diferença está exatamente nos detalhes. Acho natural que o diretor-técnico Andreas Mattheis olhe primeiramente para ele. Afinal, Giuliano veio para ser campeão e retribuiu a contratação. Essa atenção, agora, pode ser um diferencial a meu favor.”

A corrida será disputada no anel externo do circuito da Capital Federal. No ano passado, Losacco largou e terminou em 2º. Com a recente mudança no composto dos pneus fornecidos pelos organizadores, o bicampeão imagina que a receita das equipes precisará ser revista. “Tenho a impressão de que os acertos serão outros, mas só mesmo depois dos primeiros treinos na sexta-feira é que saberemos exatamente o que acontecerá”, observa.

Negrão acredita que o traçado será um problema adicional para quem ainda sonha alcançar os Top 10. “Uma pista com apenas quatro curvas, sem segredos, tende a nivelar carros e pilotos. Serão pelo menos 30 carros no mesmo segundo. No meu caso, o anel externo mais atrapalha do que ajuda. Até agora, soube utilizar minha experiência nas corridas para somar os pontos que vêm me mantendo entre os 10 melhores. Desta vez, no entanto, será fundamental largar nas primeiras filas. Senão, tudo ficará mais difícil.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *