Stock: Luciano Burti e a velha história dos pneus. Agora, em Curitiba

Piloto da equipe Cimed Racing foi o pole position no ano passado em Curitiba, mas neste ano não sabe como irá render seu carro na pista paranaense.

Além das árduas disputas dentro da pista, os pilotos da Stock Car têm de superar mais um adversário neste começo de temporada. Um adversário igual para todos, claro, porém crucial para determinar a diferença entre vencer e largar no fundo no grid –para uns, nem largar sequer.

Esta questão “X” envolve o comportamento dos novos pneus nacionais, que a categoria começou a utilizar em 2007. Mesmo sendo um dos pilotos mais experientes do grid, com passagem pelas equipes Jaguar, Stewart, Prost e Ferrari na F-1 e com duas temporadas na Stock Car, Luciano Burti (Cimed-Brasil Telecom-Sky) não sabe o que esperar da segunda etapa da categoria, que será neste domingo em Curitiba.

“Se ainda estivéssemos usando os pneus italianos, como no ano passado, afirmaria que chegaríamos para lutar pela vitória, como foi nas duas corridas aqui no ano passado. Mas com a mudança para os compostos nacionais, que passamos a usar nesta temporada, não dá para saber qual vai ser o comportamento do carro”, afirmou o paulista, que cravou a primeira pole do Volkswagen Bora na Stock Car em 2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *