Stock: Luciano Burti tinha condições de estar no pódio

Piloto da Petrobras-Action Power vinha na briga com Thiago Camilo e Hoover Orsi por um lugar no pódio, mas tentativa de ultrapassagem acabou provocando abandono na volta final.



O final da oitava etapa da Stock Car foi marcado por uma intensa briga entre os cinco primeiros colocados: Chico Serra, Pedro Gomes, Hoover Orsi, Thiago Camilo e Luciano Burti.


 


A disputa ficou ainda mais eletrizante após uma intervenção do Safety Car para a retirada do carro de Ingo Hoffmann, que vinha em segundo lugar. As três voltas finais foram em bandeira verde, e os cinco pilotos buscaram a vitória até a última curva.


 


Em uma das manobras no último giro, quem perdeu a chance de pódio foi Burti (Petrobras-Cimed-Pakalolo-Brasil Telecom).


 


“Desde os treinos de sexta-feira, meu carro se comportava muito bem com pneus mais usados. Por isso, sabia que tinha condição de conquistar um lugar no pódio. Acho até que, se não houvesse o safety car, teria mais chances, porque vinha tirando a diferença e ainda restavam mais de dez minutos de prova”, explica Burti.


 


A manobra que culminou com a saída do piloto da Petrobras-Action Power começou quando o paulista tentou ultrapassar Camilo e Orsi. “Fiquei lado a lado, mas acabei na parte suja da pista e isso comprometeu meu rendimento na saída da curva”, lembra.


 


Com isso, Ricardo Maurício, que vinha em sexto, passou Burti. Ao defender a posição do outro carro que se aproximava, o piloto da Petrobras-Action Power ficou na parte de dentro da curva 1. O local, no entanto, ainda estava molhado e Luciano perdeu o controle do carro e saiu da pista, junto com o outro piloto, David Muffato, que vinha uma volta atrás dos líderes.


 


“Não sabia que ele era retardatário. De qualquer forma, queria arriscar para chegar no pódio e, se perdi a quinta colocação, não fico chateado, quero chegar o mais perto da vitória possível”, comentou o piloto.


 


Para Thiago Marques (Petrobras-Cimed-Prevyne-Alpina), a corrida também não trouxe pontos, mas serviu para trazer otimismo ao time, que tentava solucionar sérios problemas no acerto do carro já há duas etapas.


 


Hoje, durante a corrida, mesmo largando em 31º após as dificuldades enfrentadas na classificação, o paranaense conseguiu cruzar a linha de chegada em 16º lugar, a uma posição da zona de pontuação.


 


“Claro que contei com a ajuda de alguns abandonos, mas a maioria das posições foi conquistada na pista, com ultrapassagens, e isso mostra que o acerto do carro melhorou significativamente. Mexemos no freio de ontem para hoje e solucionamos boa parte do problema de set up”, comenta Marques.


 


Os dois pilotos da Petrobras-Action Power largaram com pneus slicks e a decisão se mostrou acertada. “As duas primeiras voltas foram bem complicadas, mas consegui fazer uma corrida de recuperação e, mesmo terminando sem pontos, foi interessante ver que o carro está bem mais competitivo, sobretudo na parte final da prova”, disse Marques. Para chegar numa melhor colocação hoje, o paranaense brincou: “faltou só mais um pouco de voltas”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *