Stock: Maluhy está sem pressão para a disputa da penúltima etapa no Rio

Vice-líder da temporada 2006, o piloto paulista terminou em 10º lugar nos treinos livres desta sexta-feira e está tranqüilo e confiante para a definição do grid amanhã.


Segundo colocado na disputa pelo título na Super Final da Stock Car V8, o paulista Felipe Maluhy disse estar tranqüilo para a 11ª e penúltima etapa da temporada, neste domingo (dia 19), em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira (17), após duas sessões livres, ele foi o 10º colocado no combinado dos treinos.

O mais rápido foi o paulista Antonio Jorge Neto, com o tempo de 1min19s415, média de 151,22 km/h. Ricardo Maurício terminou em segundo e Luciano Burti foi o terceiro. O líder Cacá Bueno registrou o quarto melhor tempo do dia.

Neste sábado, a partir das 11 horas, será realizado o treino classificatório, que define os 10 primeiros para a disputa da Super Pole. Maluhy está otimista, mesmo porque esteve em sete das 10 Super Poles deste ano.

“Estou muito tranqüilo. Acho que estamos em uma situação bem favorável, não só em relação ao campeonato, mas também fora da pista, já que renovamos todos os patrocínios para 2007 e eu também estendi o meu contrato com a equipe”, comentou Maluhy, de 29 anos.

“Fizemos um bom campeonato ao longo do ano e estamos mostrando nossa evolução nesse PlayOff. O objetivo era estar entre os cinco primeiros no campeonato. Óbvio que eu quero ser campeão, mas tudo o que fizermos agora é lucro. A pressão maior está mesmo sobre o Cacá Bueno e o Giuliano Losacco”, destacou.

No treino extra, na quinta-feira (16), Maluhy pouco andou com problemas no carro. “Felizmente, tudo foi resolvido e hoje conseguimos uma performance bem melhor. Estou confiante para a classificação neste sábado”, completou o piloto da equipe Terra Avallone.

O companheiro Tarso Marques conseguiu um bom resultado no treino da manhã, quando foi o sétimo. À tarde, no entanto, uma mudança atrapalhou bastante o balanço do carro. Tarso finalizou a sessão em 22º lugar, entre os 42 pilotos que estiveram na pista.

“Tivemos um problema de alinhamento. O carro estava sem grip algum, saindo de frente e de traseira. Pela manhã, o balanço estava melhor, então acho que se conseguirmos voltar para o acerto anterior dá para brigar por um bom lugar no grid”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *