Stock: Maurício e Gomes abrem “dança das cadeiras” na Stock Car

Equipe Medley anuncia nova formação para a próxima temporada.

 


A definição do título domingo em Interlagos não é a mais a única decisão importante da Stock Car nesta semana. Campeã em 2005 com Giuliano Losacco e com chances de levar o piloto ao tricampeonato no fechamento dos playoffs, a Equipe Medley acertou a contratação dos pilotos Ricardo Maurício e Marcos Gomes. Maurício, de 27 anos, assinou por duas temporadas, enquanto Gomes, de apenas 22, firmou compromisso até o final de 2009.


Losacco está se despedindo da Equipe Medley depois de dois anos de uma relação vitoriosa. Em 23 corridas, ganhou três, chegou duas vezes em segundo e quatro em terceiro lugar, alcançando o total de nove pódios. Neste período, largou cinco vezes na pole e registrou três melhores voltas. Valorizado pelos números, aceitou uma das inúmeras propostas recebidas e deve confirmar seu futuro nas próximas horas.


A chegada de Maurício e Gomes e a saída de Losacco abrem a “dança das cadeiras” na Stock Car, conseqüência direta da crescente profissionalização da categoria e da expansão do seu prestígio – a Stock Car acaba de ganhar um “title sponsor” e ampliou de seis para oito as transmissões ao vivo pela TV Globo em 2007. Além disso, os organizadores já comunicaram a disposição de estender o calendário para 14 corridas em 2008 e 16 em 2009. Nos treinos coletivos da próxima segunda-feira, quando as equipes testarão os pneus nacionais que serão utilizados no ano que vem, a nova cara da Stock Car já revelará os primeiros contornos.


Ao investir em dois jovens, a Equipe Medley aposta em Maurício com objetivos mais imediatos e conta com Gomes dentro de um projeto de longo prazo. Dono de extensa bagagem, que inclui o obrigatório início no kart, passagem pela Fórmula 3.000 e títulos na Fórmula Ford brasileira e Fórmula 3 espanhola, Maurício admite estar recebendo a maior chance da vida. “Não há piloto que não deseje correr pela Medley. Sei que serei cobrado, mas gosto de trabalhar sob pressão. Tem sido assim em toda minha carreira. É uma oportunidade que pretendo agarrar com unhas e dentes”, avisa.


O processo de contratação de Maurício foi rápido. Paulistano, Maurício correu a última prova de 2004, em Interlagos, substituindo Guto Negrão. Chamou a atenção do diretor-técnico Andreas Mattheis pela velocidade e rápido entrosamento com a equipe. Tornou-se, portanto, um candidato natural à vaga deixada por Losacco. “Resolvemos tudo em apenas uma semana. Estou feliz em fazer parte de uma organização tão bem-estruturada e ansioso pelos importantes testes da semana que vem. Quem se entender mais imediatamente com os novos pneus pode levar vantagem nas etapas iniciais de 2007. Normalmente, são as primeiras corridas que dão a margem de administração necessária na fase final do campeonato”, lembra. Atualmente defendendo a Katalogo Racing, Maurício está em seu terceiro ano na Stock Car. Ocupa atualmente a 10ª posição no campeonato e vem da conquista, no Rio de Janeiro, da primeira pole.


O companheiro de Maurício será uma das maiores promessas da nova geração que vem tomando de assalto a Stock Car nos últimos anos. Filho do lendário Paulo Gomes, tetracampeão e referência obrigatória da categoria, Marcos é irmão de Pedro, outro valor da nova safra de pilotos. Conquistou o título da Stock Car Light de 2006 por antecipação, com quatro vitórias em oito etapas, e diz adeus à categoria de acesso em Interlagos. Estreou na Stock Car V8 há três semanas e chamou a atenção pelo 6º lugar no grid e por ter andado na segunda colocação na primeira parte da prova em Jacarepaguá.


“Acredito que essa corrida tenha sido o empurrãozinho que faltava. Eu sabia que minhas chances de alcançar a Stock Car V8 estavam atreladas a um bom desempenho na Light neste ano. Agora, estou preparado para iniciar meu processo de aprendizado. Estou entrando numa categoria que reúne os melhores pilotos do Brasil e onde a experiência faz muita diferença. Em compensação, contarei com o apoio do Andreas Mattheis, um dos profissionais mais capazes do automobilismo brasileiro. Meu pai trabalhou com ele e diz que o Andreas é quase obcecado pela perfeição, com um estilo europeu de organização que poucas equipes têm por aqui. E também não sofrerei aquela pressão que enfrentei nas outras categorias, onde sempre entrava como um dos favoritos”, observa.


Sobre a parceria com Maurício, Gomes reconhece que a tendência é que o companheiro ande na frente na primeira metade do calendário. “Somos amigos de longa data. Tenho certeza que Maurício vai lutar por vitórias desde o início e estará na briga pelo título. Pretendo conversar bastante com ele e ficar sempre ligado na telemetria, para acelerar meu aprendizado”, diz. Maurício, no entanto, sabe que o estilo habitualmente retraído do piloto natural de Ribeirão Preto não entra na pista. “Ele vai dar muito trabalho. Mas é ótimo ter alguém tão rápido ao seu lado, porque a equipe só tem a ganhar.


A formação da nova dupla de pilotos da Medley só foi possível com a decisão de Guto Negrão de liderar uma segunda equipe dirigida tecnicamente por Andreas Mattheis – a WA Racing. “Como companheiro de Xandy Negrão, Antonio Jorge Neto e Giuliano Losacco, adquiri uma enriquecedora experiência na categoria. Venci corridas, tenho sido um candidato ao título nos últimos anos e me coloquei entre os 10 que decidiram o campeonato de 2006. Neste momento de transição, acredito que ela será muito útil e pretendo colocá-la incondicionalmente à disposição da equipe. Vou fazer o máximo para que a adaptação do Maurício e do Marquinhos seja a mais rápida possível”, promete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *