Stock: Maurício e Gomes começam a decidir o título

Eram 34 pilotos na abertura do calendário em abril. Apenas 10 se classificaram aos playoffs em setembro. Restaram somente cinco depois da segunda etapa das superfinais em novembro.

E neste fim de semana, em Interlagos, o título da 30ª temporada da Stock Car virou uma questão particular entre o líder Ricardo Maurício e o vice Marcos Gomes. Companheiros na Equipe Medley, Mauricio e Gomes estão separados pela diferença mínima de um ponto e fazem uma batalha sem favoritos.

Recordista de poles (6) e dividindo com Chico Serra o maior número de vitórias (5) numa única temporada, Maurício, de 29 anos, será campeão caso termine à frente de Gomes e até o 5º lugar. A partir do sexto, poderá até chegar uma posição atrás do rival, já que seria beneficiado pelo critério de desempate – Gomes ganhou duas etapas, ambas em Interlagos. Com chances de se tornar aos 24 anos o mais jovem campeão da história da Stock Car, Gomes precisa finalizar entre os cinco primeiros e deixar Maurício para trás se ambos concluírem a prova na zona de pontos.

No entanto, Maurício está consciente que o jogo está tecnicamente empatado. “O retrospecto do Marquinhos equilibra tudo porque ele vem andando muito bem em Interlagos. Afinal, ganhou as últimas três corridas nesta pista”, lembrou, acrescentando ainda a prova de dezembro passado de 2007 . Gomes também já deixou seu nome na Stock Car, ao estabelecer o novo recorde de pódios – 9 – no mesmo campeonato.

Maurício e Gomes garantem que a amizade não está sendo abalada pela busca do mesmo sonho. Os dois se conhecem desde 2002 e estreitaram o relacionamento desde que passaram a correr pela Medley em 2007. Gomes já está confirmado por mais uma temporada, enquanto Maurício ainda depende da definição da equipe para a renovação do contrato que está por expirar. “Estamos sempre juntos. Fazemos o trabalho físico no mesmo local e horário e almoçamos no motor home da equipe nos fins de semana de corrida. Marquinhos está fazendo um ótimo campeonato e está apenas querendo o mesmo que eu. Mas não é por causa disso que vamos atrás do título a qualquer custo, recorrendo a manobras antidesportivas”, garante. “Já andaram querendo criar um clima de rivalidade que não existe. Até mesmo outros pilotos andaram desejando estimular uma competição artificial entre nós. Quero ser campeão, vou lutar para isso, assim como o Ricardinho fará tudo o que puder para levar o título. Mas dentro do clima de respeito mútuo de sempre”, completou Gomes.

Nesta quinta-feira, Maurício e Gomes passaram pelo autódromo para as reuniões iniciais com o diretor-técnico Andreas Mattheis e o engenheiro Thiago Meneghel. Amanhã, entram na pista para as duas sessões de treinos livres – das 10h10 às 11h40 e das 15h05 às 16h35, ambas com limite de 22 voltas por carro. Além de garantir a dobradinha de pilotos, a Medley também já assegurou por antecipação os dois primeiros lugares do campeonato de equipes. Em números absolutos, desconsiderando a classificação particular dos playoffs, Gomes, com 196 pontos, e Maurício, com 193, deixaram bem para trás a maior marca em vigor até então, estabelecida por Giuliano Losacco em 2004 com 179.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *