Stock: Maurício pode levar ponto extra para playoffs

Vencedor em Interlagos recebe cumprimentos de Felipe Massa.

A vitória neste domingo em Interlagos poderá render a Ricardo Maurício uma bonificação caso alcance uma vaga aos playoffs da Stock Car. Neste final de semana, durante o briefing no autódromo com dirigentes da Confederação Brasileira de Automobilismo, os pilotos foram informados que cada vitória renderá um ponto extra para quem estiver entre os 10 que decidirão o título nas quatro últimas etapas.

“Foi mais uma boa notícia. Essa é uma forma justa de valorizar as vitórias. No ano passado, se essa regra já estivesse vigorando, Cacá Bueno teria começado os playoffs com 229 pontos, e não com 225, já que ele ganhou quatro corridas”, comentou Maurício, que encerrou um longo jejum em São Paulo. Ele perseguia essa vitória desde a estréia na categoria em 2004, ano em que disputou somente três provas. Maurício ganhara pela última vez em 2003, quando conquistou a rodada dupla da Fórmula 3 espanhola em Jerez de la Frontera.

Maurício trocou a Katalogo Racing pela Medley no fim do ano passado. Foi um dos participantes dos playoffs, novidade que a Stock Car introduziu em 2006, e fechou o campeonato na 10ª colocação. Assinou contrato por dois anos com a responsabilidade de liderar a equipe campeã de 2005 com Giuliano Losacco. Domingo, partiu em 3º, caiu para 4º na largada, mas chegou à ponta com ultrapassagens sobre Hoover Orsi, Felipe Maluhy e Daniel Serra.

A atuação segura e sem erros chamou a atenção de Felipe Massa. O astro da Ferrari assistiu à corrida pela TV em Botucatu e ligou à noite para o vencedor. “Ele disse que fiz uma prova cerebral e que mereci a vitória”, contou Maurício. Apesar da festa pela excelente arrancada e a liderança no campeonato, os preparativos para a segunda etapa, marcada para 6 de maio em Curitiba, foram iniciados nos boxes da Medley poucas horas depois da bandeirada. “Conversamos sobre o fim de semana e discutimos a necessidade de melhorar o acerto dos carros. Ainda não estamos numa situação confortável e sabemos as dificuldades serão cada vez maiores”, observou.

Maurício estreou na Stock Car em 2004 com um terceiro lugar exatamente na capital paranaense. “É uma pista que não aceita as regulagens de Interlagos. Vamos começar com a base de São Paulo e descobrir o que é preciso mudar. O que pode facilitar é que nosso diretor-técnico Andreas Mattheis tem muita experiência e um excelente conhecimento das características do traçado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *