Stock: Medley testa novo sistema ‘Push-to-pass’ na Stock Car

Considerado pelos próprios pilotos um dos principais problemas da categoria, a dificuldade de ultrapassagens na Stock Car V8 pode estar com os dias contados. Nesta segunda-feira, durante os treinos coletivos que movimentaram as principais equipes em Interlagos, Ricardo Maurício, novo integrante da Medley, testou um sistema que aumenta a potência dos motores por tempo limitado.

O “push-to-pass” já é usado na Fórmula CART e na A1 GP. Consiste da injeção de óxido nitroso diretamente no coletor do carburador, aumentando a atual potência dos motores de 465 para 500 cavalos – um ganho, portanto, de 35 HPs. O nitro fica armazenado dentro de um pequeno cilindro dentro do cockpit e é acionado por um botão instalado no volante. A novidade, no entanto, seria utilizada apenas durante as corridas e por período máximo de 10 segundos.


“As chances de que o sistema venha a ser adotado são de quase 100%”, estima Zequinha Giaffone, da ZF Racing, responsável pela preparação e manutenção dos motores V8 da Stock Car. Segundo ele, o “push-to-pass” será útil especialmente em circuitos travados, de dimensões reduzidas e complicados pelo elevado número de carros da categoria – o grid médio em 2006 foi de 40. “Vamos analisar os resultados em conjunto com o pessoal da Medley, mas em princípio esta deve ser uma das únicas novidades técnicas para o ano que vem.”


Maurício aprovou imediatamente a novidade. “Gostei. Fiz uma simulação com o de ultrapassagem com Marquinhos Gomes e funcionou bem. O motor cresce principalmente no final. Acho que todo o processo durou em torno de cinco segundos”, relatou, já nos boxes da equipe, para Zequinha Giaffone e os engenheiros da Medley. A telemetria apontou um ganho de velocidade de pouco mais de cinco quilômetros. Na volta anterior, Maurício atingira a máxima de 242,2 km na reta dos boxes. Com o “push-to-pass”, atingiu 247,4 km. Segundo Zequinha, tudo transcorreu como esperado. “A idéia é que os pilotos possa usá-lo de duas a três vezes por corrida.”


Menos de 24 horas depois da emocionante decisão da Stock Car, a maioria das equipes voltou a Interlagos para dar o pontapé inicial na temporada de 2007. Algumas usaram o dia para avaliar pilotos com vistas ao próximo campeonato, enquanto a Action Power, Bassani Racing e Powertech testaram os pneus nacionais que substituirão os importados da Itália. Na Medley, a nova dupla formada por Ricardo Maurício e Marcos Gomes andou pela primeira vez sob o comando do diretor-técnico Andreas Mattheis. Na Vogel/Texaco, Giuliano Losacco estreou ao lado de Thiago Camilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *