Stock: Nos bastidores, a paixão pela Eurofarma-RC

Não são somente os pilotos e o público que assiste à Stock Car V8 que são apaixonados por velocidade. Os mecânicos, que são responsáveis pelo equilíbrio e bom rendimento dos carros nas pistas, dão exemplo dessa paixão e comprometimento com o esporte, como o caso da Eurofarma-RC.


Leonardo Belleti, o chefe dos mecânicos do carro de Antonio Jorge Neto e o mais experiente da equipe Eurofarma-RC, está há 20 anos na categoria e é referência entre os profissionais da área. Vem dele o tom de como a paixão pela equipe, pela categoria e pelo automobilismo está presente nos boxes. Aos 14 anos, já trabalhava numa concessionária de carros, fazia curso de mecânica e era especialista em chassis da GM. Como a Stock usava um Opala adaptado como carros de corrida, Leonardo de sentiu em casa na Stock.

Os mecânicos não trabalham como se aquilo fosse um emprego qualquer, uma simples fonte de renda. Muitos deles são meninos grandes, apaixonados por mecânica, que vivem diariamente o sonho de brincar de carro de corrida. Leonardo, por exemplo, sempre quis ser mecânico. Arilton Lucas Andrade, o Bolo, chefe dos mecânicos do carro de Cacá Bueno, também. Ele conta que a Stock Car foi uma maneira que ele encontrou de trabalhar com o que mais gosta, os carros, em vez de ter que cursar administração, como queria o pai.

Ao contrário dos demais, Joselmo Barcik, o Polenta, não via muita graça em corridas. Até trabalhar na Stock Car. Aos 17 anos, começou como terceiro mecânico e, com apenas 10 anos de carreira, já é o chefe-geral dos mecânicos e responsável pelos amortecedores e também mais um apaixonado pelo que faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *