Truck: Renato Martins busca conquista de título inédito para VW

Piloto da RM Competições é um dos dois únicos pioneiros que estão na Truck desde a primeira temporada e busca neste final de semana, em Brasília, o primeiro título da Volkswagen na categoria.



A decisão do título da Fórmula Truck na última etapa, que será disputada neste domingo, em Brasília, tem tudo para ser uma das mais emocionantes dos mais de dez anos de história da categoria.


 


De 1996 até hoje, a evolução da Truck foi vertiginosa, mas o líder do campeonato, Renato Martins, espera que o desfecho seja o mesmo daquele ano histórico – afinal, ele foi o primeiro campeão da categoria, no ano de homologação das corridas de caminhão pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).


 


“Não tem nem como comparar o começo da Truck há dez anos com o atual nível da categoria. Hoje é tudo muito mais profissional e competitivo. A presença dos patrocinadores e das montadoras engrandeceu o evento, bem como a administração do Aurélio (Batista Felix) em todos estes anos. Só espero que o campeão em Brasília seja o mesmo de 1996”, torce Martins, que compete com um Volkswagen Constellation.


 


Renato é na verdade um dos dois únicos remanescentes daquelas primeiras provas – o outro é Eduardo Fráguas. Assim, na batalha pelo título neste domingo, Martins representa também o perfil da tradição da Truck, com pilotos que começaram a correr entre os caminhões. Renato nunca competiu em outra categoria do automobilismo –na verdade, trabalhou como caminhoneiro nas estradas por mais de 13 anos antes de virar piloto profissional.


 


“Fico feliz em me manter competitivo neste tempo todo e por isso vou lutar muito por este título, que também seria o primeiro da Volkswagen na categoria”, diz Renato, que já foi duas vezes vice-campeão com a marca. Renato também é o recordista de vitórias da categoria, com 27 triunfos, e conta com a vantagem de ser o maior vencedor do GP no Distrito Federal, onde a final será disputada.


 


“Gosto muito do autódromo de Brasília, que representa muito desafio aos pilotos, com média horária altíssima para uma competição de caminhões”, diz Renato, citando a volta da pista em velocidade média acima de 140 km/h, a mais rápida da temporada. Os caminhões chegam a passar dos 220 km/h em uma das retas.


 


Repetir as vitórias de 2003 e 2004 é o objetivo de Martins, que também terá em mente durante toda a prova a situação no campeonato. Ele tem 111 pontos e vê em Vinicius Ramires seu principal perseguidor, com 100. Como são 28 pontos em jogo por prova na Truck, Pedro Muffato e Wellington Cirino, com 88 e 87, respectivamente, também têm chances matemáticas.


 


“Será uma batalha intensa, mas eu e minha equipe estamos bem preparados e confiantes”, acredita Martins, também esperançoso na conquista do título de marcas, que será decidido entre Mercedes-Benz (com 227 pontos) e Volkswagen (com 207).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *