Stock: Pachenki aposta em melhor desempenho em corrida histórica

Depois de duas corridas sem marcar pontos, Diogo Pachenki reconhece a necessidade de reação no Campeonato Brasileiro de Stock Car V8. Campeão da classe Light em 2004, o paranaense planeja a conquista de seus primeiros pontos no ano para a terceira etapa, neste domingo (21) no Autódromo Internacional de Campo Grande. Ele justifica a expectativa otimista citando uma reestruturação no sistema de trabalho da equipe PowerTech.

“Acho que vamos ganhar muito em competitividade a partir desta corrida. Nós reorganizamos o esquema de trabalho na Stock Car, a equipe absorveu mais profissionais, nós temos todos os motivos para apostar numa melhora nos nossos resultados a partir de Campo Grande”, anima-se Pachenki. “Estamos precisando”, acrescenta. Ele abandonou a prova de Interlagos, por quebra, e foi tirado da pista na primeira volta da corrida em Curitiba.

Pachenki manifesta uma motivação especial pelo momento que a Stock Car terá em Campo Grande, com a trecentésima corrida de sua história. “Qualquer piloto sente orgulho por fazer parte de uma categoria de automobilismo que tem consistência suficiente para completar 300 corridas. É um momento especial para a Stock, tomara que seja para nós, também”, pondera o piloto, que planeja estar entre os 20 primeiros no grid e entre os 12 primeiros na corrida.

Em sua carreira no automobilismo, Pachenki participou de apenas uma prova no traçado de 3.433 metros do autódromo sul-matogrossense. Foi em 2003, na nona etapa da temporada da Stock Car V8 Light. Largando em terceiro, ele foi segundo colocado, na vitória do goiano Wellington Justino. “É uma das pistas mais seletivas da Stock Car, tem uma reta muito longa e curvas de alta e de baixa. Um carro bem equilibrado é ainda mais importante aqui”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *