Stock: Para Burti, 2009 foi um ano especial

Piloto venceu pela primeira vez e foi o quinto colocado na classificação geral da Stock Car.

Muito positivo. Se o ano de 2009 da Copa Nextel Stock Car tivesse de ser resumido de forma sucinta, seria assim que Luciano Burti o definiria. E não é para menos. Afinal, foi nesta temporada que Burti experimentou pela primeira vez a sensação de subir no degrau mais alto do pódio da principal categoria do automobilismo brasileiro, ao vencer a 11ª etapa, no circuito de Tarumã (RS). Quinto colocado na Mobil Super Final, com 258 pontos, e quarto maior pontuador do ano na categoria, com 111, no total, Burti levará todo o aprendizado para 2010, quando pretende entrar com tudo na briga pelo título. 
Burti registrou números expressivos nesta temporada. Além da vitória na prova gaúcha, o piloto também subiu no pódio em São Paulo, na quinta etapa. Pontuou em 11 das 12 etapas e conseguiu recuperar posições, em relação ao grid de largada, em dez. “Sem dúvida foi um ano muito bom. Nos fortalecemos na segunda etapa do campeonato e isso é fácil de ser explicado. Esse foi o meu primeiro ano na Boettger Competições e por mais que todo o time já tenha experiência na Stock Car, leva um tempo até sincronizar tudo e as coisas funcionarem. Nosso relacionamento foi crescendo ao longo da temporada e chegamos ao final como uma equipe muito mais forte”, afirmou.
Se a primeira vitória foi inesquecível, outras duas etapas também foram memoráveis para Burti. “O nosso primeiro pódio em São Paulo foi muito importante, já que não esperávamos. Tivemos problemas no treino classificatório e largamos apenas da 15ª posição. Conseguimos recuperar 13 posições e chegar em segundo”, afirmou. “A última prova de Brasília, décima etapa, também foi muito marcante. Por mais que não tenha sido um grande resultado (sétimo, depois de largar em 14º). Nosso carro estava competitivo, andamos forte durante toda a prova. Como piloto, saí de lá orgulhoso da nossa performance. Acredito que já foi uma preparação para Tarumã. Aprendi algumas coisas que me ajudaram na sequência”, completou.
Se o relacionamento com a equipe foi afinado e isso refletiu nos bons resultados, o mesmo pode-se dizer de Amanco e Poliron, que estamparam sua marca no carro número 14. “Em 2009 contei com o apoio de duas empresas, com as quais eu tenho muito orgulho de ter me relacionado. A Amanco tem uma filosofia de trabalho exemplar. É uma empresa organizada, estruturada e muito focada em resultado. A Poliron é uma empresa familiar e eles gostam muito de automobilismo. E souberam utilizar a Stock Car como ferramenta de marketing e relacionamento. É sempre legal ser patrocinado por uma empresa que saiba usar a categoria para ter retorno”, afirmou.
Para 2010, a meta de Luciano Burti é continuar esse desenvolvimento. A Stock Car passará por mudanças — uso do etanol e injeção eletrônica são as duas mais importantes — e estará ainda mais competitiva. “O principal é que o carro terá um motor mais forte, moderno e limpo, e a categoria ganhará como um todo. Os pilotos terão um carro mais desafiador e emocionante de se guiar e o público, seja nos autódromos ou em casa, pela Globo, verá pegas ainda mais espetaculares”, afirmou. 
Luciano Burti compete na Stock Car desde 2005. Com o quinto lugar de 2009, o piloto igualou sua melhor marca anterior, registrada justamente em seu ano de estreia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *