Stock: Para Nonô Figueiredo, classificação será momento crucial

Segundo o experiente piloto, o Autódromo Internacional Ayrton Senna tem um traçado estreito com poucos pontos de ultrapassagem, portanto mais uma vez o resultado no treino classificatório será fundamental para garantir um melhor desempenho nesta prova.

Ter um carro competitivo e brigar por um lugar no pódio. Estes são os principais desafios do piloto Nonô Figueiredo e de sua equipe, a Officer Motorsport, para a 5ª. Etapa da Stock Car V8, que será realizada neste domingo, 29 de julho, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, no Paraná.

De acordo com a sua grande experiência nas pistas, tendo vencido uma prova da Stock Car V8 neste mesmo autódromo, em 2003, Figueiredo aposta na classificação como o momento fundamental para garantir uma boa performance nesta corrida de domingo.

“O Autódromo de Londrina tem um traçado estreito, com poucos pontos de ultrapassagem, por este motivo é muito importante que se garanta um bom desempenho na classificação”, explica.

O piloto sente uma pressão e a expectativa grande de apresentar resultados expressivos, mas isso só aumenta sua garra e vontade de vencer.

“Cada corrida nos apresenta uma situação diferente. Infelizmente em São Paulo, na última etapa, meu carro nos treinos e na classificação se comportou muito mal, melhorando um pouco durante a corrida. O ideal é ter um carro competitivo sempre, mesmo nos dias ruins, temos de estar entre os 10 primeiros, esta tem que ser a meta da equipe, já no ponto de vista do piloto, ele tem que estar sempre pronto para vencer, e isto eu tenho certeza que é o meu caso”, comenta Figueiredo.

O intervalo de tempo entre a última corrida e a etapa deste domingo, serviu para que a equipe pudesse se concentrar no acerto do carro. Neste período, foi realizada uma completa revisão do chassi e seus componentes. São detalhes que foram descobertos nas provas anteriores e que nem sempre, em função do curto espaço entre as provas, podiam ser corrigidos da melhor forma, porém agora estão totalmente em ordem.

Segundo Figueiredo, na Stock Car, com a falta de testes, ganha a corrida o carro que for melhor preparado na oficina.

“Temos poucas oportunidades de treinos, eles acontecem somente na sexta-feira que antecede a classificação e a corrida, isso faz com qe não exista muito espaço para uma recuperação, caso o carro não esteja muito competitivo desde o início”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *