Stock: Punição tira Itaipava Racing Team da disputa pela vitória em Ribeirão Preto

Depois de largar na pole position, Luciano Burti precisou fazer uma passagem extra pelos boxes; David Muffato bateu na última volta, quando era 11º

Pelo segundo ano consecutivo, Atila Abreu, da AMG, venceu a corrida de rua da Stock Car em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Desta vez, além da reconhecida competência em um dos circuitos mais difíceis da temporada, contou também com a falta de sorte do pole position, Luciano Burti, da Itaipava Racing Team. Luciano Burti manteve a primeira posição na corrida até a nona das 38 voltas completadas, quando entrou nos boxes para o pit stop obrigatório – que no fim das contas eliminou as chances de ele vencer em Ribeirão Preto.

Enquanto percorria o pit lane até o local indicado para parada, passou além da linha amarela que delimita a chamada “faixa de rolamento” e foi punido com um passagem extra pelos boxes assim que voltou para a pista – já em segundo lugar, mas com totais condições de atacar Atila Abreu. Depois de cumprir a punição, Luciano Burti saiu da zona de pontuação, caindo para 22º. Ainda ganhou algumas posições, mas na tentativa de somar pontos acabou acertando o muro e abandonou a pouco menos de dez voltas da bandeirada.

“Dou até o crédito de tentar recuperar, naquele momento valia a pena arriscar, porque na prática não há diferença entre não chegar e terminar em 17º”, disse Luciano Burti. O que ele lamentou bastante foi a punição que o impediu de brigar pela vitória em Ribeirão Preto. “Quando entrei nos boxes, abri a viseira para tirar o suor dos olhos e, sem perceber, acabei passando além da linha permitida, fora da faixa de rolamento. Foi um descuido. Na hora, até me lembrei do (Jenson) Button, que na corrida de hoje da Fórmula 1 foi parar nos boxes da McLaren e parou na RBR”, contou Luciano Burti .

“Mas não saio daqui de cabeça baixa, pelo contrário, a equipe fez um ótimo trabalho, me deu um carro perto da perfeição, fiz a pole position e estava com a corrida absolutamente sob controle, pensando não apenas na vitória, mas em um bom resultado para o campeonato”, concluiu Luciano Burti. Mesmo com o abandono dele, a Itaipava Racing Team ainda tinha um carro na zona de pontuação, em ótima corrida de David Muffato. O piloto ocupava a 11ª posição na última volta, quando se enroscou com Popó Bueno, da Comprafacil.com, e bateu.

“Acho que o Popó (Bueno) não me viu. Eu ainda poderia acionar mais uma vez o push to pass e optei por usar na última volta para passar, mas aí ele veio para o meio do traçado, me espremeu para a sujeira, perdi a traseira do carro e encostei no muro”, lamentou David Muffato. “Uma pena, eu estava em 11º, tranquilo e com o carro muito bem equilibrado. Mas agora vamos para o Velopark, tenho certeza que vamos andar bem lá e vale lembrar que esta primeira fase, das oito primeiras corridas, tem dois descartes. Eu e o Luciano (Burti) usamos um dos nossos aqui”, falou David Muffato.

A próxima etapa da temporada da Stock Car, no Velopark, está marcada para o dia 15 de maio, em Nova Santa Rita (RS).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *