Stock: Raphael Matos vence segunda prova em Santa Cruz do Sul

Raphael Matos (Hot Car Competições Chevrolet) venceu neste domingo (28/09), em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, a prova curta da nona etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Matos na categoria. Júlio Campos (Prati-Mico’s Racing Peugeot) e Max Wilson (Eurofarma RC Chevrolet) completaram o pódio.

Novamente o sistema de luzes falhou. Mas desta vez a largada foi abortada. Pouco depois de a bandeira verde ser agitada, Alceu Feldmann (Hanier Racing Peugeot) escapou da pista, e com a grama molhada, voltou deslizando, colhendo o carro de Diego Nunes (C2 Team Chevrolet). O Safety-Car foi acionado. Com o caro preso na barreira de pneus, a equipe de resgate demorou em retirar Feldmann, que saiu ileso.

A prova recomeçou faltando dez minutos. Matos manteve a prova, pressionado por Campos, que conseguiu a ultrapassagem, nas logo em seguida levou o troco do piloto da Hot Car Competições.

Na oitava volta uma confusão envolvendo vários carros, entre eles Galid Osman (Ipiranga-RCM Chevrolet), Felipe Tozzo  (Boettger Competições Peugeot) e Popó Bueno  (Shell Racing     Chevrolet) acionou novamente o Safety-Car.

Na 10ª  volta, com menos de dois minutos para o tempo programado, a prova recomeçou. Matos segurou os ataques de Campos nas três voltas finais, para vencer pela primeira vez na categoria. Wilson fechou o pódio.

Rafa Matos elogiou o trabalho desenvolvido por sua equipe no final de
semana e dedicou sua primeira conquista no automobilismo brasileiro ao
pai. “Queria agradecer imensamente aos meus mecânicos, que ficaram até 1
hora da manhã preparando o meu carro, aos meus patrocinadores e quero
dedicar essa vitória especialmente ao meu pai. É a primeira vitória que
eu conquisto desde que ele faleceu, em 2010, e certamente hoje ele
estava lá de cima olhando por mim”
, comentou o piloto da Hot Car
Competições.

“Fui beneficiado por um toque do Rubens (Barrichello) com o Galid
(Osman) no final da corrida. Eu estava em 11o e terminei a corrida 1 em
décimo. Com isso larguei na primeira posição, o que certamente nos
privilegia em uma pista como essa. Estava sobre forte pressão do Julio
Campos e meus pneus estavam extremamente desgastados. Além disso não
tinha mais botão de ultrapassagem para utilizar”
, finalizou Matos.

Antônio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing Peugeot) foi o quarto, seguido por Felipe Fraga (Vogel Motorsport Chevrolet) e Felipe Lapenna  (Hot Car Competições Chevrolet). Marcos Gomes    (Schin Racing Team  Peugeot), Daniel Serra  (Red Bull Racing Chevrolet), Thiago Camilo (Ipiranga-RCM     Chevrolet) e Lucas Foresti (RC3 Bassani Peugeot) completaram os dez primeiros.

Rubens Barrichello (Full Time Competições Chevrolet) terminou na 11ª posição. Átila Abreu (Mobil Super Racing  Chevrolet), que levou um toque de Gabriel Casagrande (C2 Team Chevrolet) terminou na 20ª posição, e não somou pontos (na prova curta os 14 primeiros pontuam).

Abreu soma agora 145,5 pontos, meio ponto a mais do que Barrichello. Camilo em terceiro soma 136,5.

A proxima etapa acontece no dia 2 de novembro em Tarumã, terceiro circuito seguido do Rio Grande do Sul.

Final:

1. Rafa Matos (Hot Car Competições) – 13 voltas em 22min44s812
2. Julio Campos (Prati-Mico’s Racing) – a 0.221
3. Max Wilson (Eurofarma RC) – a 0.959
4. Antonio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing) – a 1.471
5. Felipe Fraga (Vogel Motorsport) – a 3.016
6. Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 4.144
7. Marcos Gomes (Schin Racing Team) – a 4.579
8. Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 4.979
9. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 5.742
10. Lucas Foresti (RC3 Bassani) – a 6.466
11. Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 8.196
12. Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 9.346
13. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – a 11.000
14. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 11.466
15. Rafael Suzuki (ProGP) – a 11.476
16. Ricardo Zonta (RZ Motorsport) – a 12.878
17. Bia Figueiredo (ProGP) – a 13.786
18. Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing) – a 13.905
19. Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – a 25.256
20. Átila Abreu (Mobil Super Racing) – a 33.004*
21. Allam Khodair (Full Time Sports) – a 1 volta
22. Valdeno Brito (Shell Racing) – a 1 volta
Não completaram 75% da prova
23. Gabriel Casagrande (C2 Team)
24. Felipe Tozzo (Boettger Competições)
25. Galid Osman (Ipiranga-RCM)
26. Popó Bueno (Shell Racing)
27. Alceu Feldmann (Hanier Racing)
28. Diego Nunes (C2 Team)
29. Luciano Burti (Vogel Motorsport)
30. Fabio Fogaça (Schin Racing Team)
31. Denis Navarro (Voxx Racing Team)
32. Tuka Rocha (RZ Motorsport)
33. Vitor Genz (Boettger Competições) – Excluído por atitude antidesportiva contra Valdeno Brito
*Punido em 20 segundos por atitude antidesportiva contra Gabriel Casagrande
Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Campeonato:

1 – Átila Abreu – 145,5
2 – Rubens Barrichello – 145
3 – Thiago Camilo – 136,5
4 – Cacá Bueno – 134
5 – Julio Campos – 124,5
6 – Sergio Jimenez – 123
7 – Max Wilson – 119
8 – Antonio Pizzonia – 117,5
9 – Marcos Gomes 116
10 – Daniel Serra – 115
11 – Ricardo Mauricio – 112,5
12 – Allam Khodair – 109
13 – Valdeno Brito – 102
14 – Felipe Fraga – 84
15 – Galid Osman – 82,5
16 – Felipe Lapenna – 69
17 – Ricardo Zonta e Rafa Matos – 67
19 – Denis Navarro – 60
20 – Diego Nunes – 55
21 – Popó Bueno – 49
22 – Vitor Genz – 39
23 – Luciano Burti e Gabiel Casagrande – 44
25 – Lucas Foresti – 42,5
26 – Tuka Rocha – 38
27 – Alceu Feldmann – 30
28 – Nonô Figueiredo – 22,5
29 – Bia Figueiredo – 14
30 – Rafael Suzuki – 12,5
31 – Felipe Tozzo – 7
32 – Fábio Fogaça – 6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *