Stock: Ricardo Sperafico será parceiro de Guto Negrão

Ricardo Sperafico será o companheiro de Guto Negrão na WA Mattheis Racing na temporada 2007 da Stock Car. O piloto paranaense estreará na categoria na segunda equipe comandada por Andreas Mattheis, diretor-técnico da Equipe Medley.


A WA será uma das cinco escuderias, juntamente com JF Racing, Bassani Racing, Full Time e L&M, a utilizar a carenagem do Peugeot 307, modelo que a montadora francesa escolheu debutar na principal categoria nacional.

Paranaense de Toledo, 27 anos e oriundo de uma família com longa tradição no automobilismo, Ricardo foi escolhido depois de um processo de seleção que envolveu diversos nomes. “O currículo dele pesou muito. Passou por todas as categorias de base e chegou até à Fórmula 1 como piloto de testes da Williams. Claro que vai precisar de algum tempo para se adaptar ao método de trabalho da equipe e ao carro, mas acho que estará à vontade depois de três corridas”, comentou Negrão. Em 2005 e 2006, Ricardo disputou a Fórmula Mundial pela Dale Coyne. O irmão gêmeo Rodrigo está na Stock Car há três anos e correrá ao lado de Enrique Bernoldi na Action Power em 2007.

A WA Mattheis Racing foi criada no ano passado com a decisão de Guto Negrão de abrir espaço na Equipe Medley para pilotos mais jovens – o time será defendido por Ricardo Maurício e Marcos Gomes. Todos os quatro carros da organização comandada por Andreas Mattheis, no entanto, ficarão na mesma base de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. O engenheiro Thiago Meneghel, que trabalhava diretamente com Negrão na Medley, será chefe de equipe da WA Mattheis Racing. Um técnico com sete anos de experiência no automobilismo europeu é outro reforço da organização.

Oitavo colocado no campeonato passado, Guto Negrão, 47 anos, não esconde a ansiedade pelo início de sua oitava temporada na Stock Car. A mudança no carro – defendeu a Chevrolet durante todo este período – é outra motivação. “O Peugeot 307 é muito bonito e tem excelente aerodinâmica na parte dianteira. Será uma atração em todas as praças onde se apresentar pela primeira vez”, antecipou.

Negrão sonha ingressar novamente nos playoffs decisivos, de preferência na companhia de Ricardo Sperafico e da equipe coirmã. Mas prevê um ano ainda mais difícil do que o de 2006, quando só garantiu uma vaga entre os 10 finalistas na bandeirada da 8º e última etapa da fase classificatória. “Com os pneus nacionais que serão utilizados, o equilíbrio será ainda maior. Muitos novatos que impressionaram em 2006 ganharam experiência e virão com força. A briga se dará nos centésimos e milésimos de segundo. Quem abrir um décimo será rei. E a regularidade, uma vez mais, será fundamental. Quem não pontuar em todas as etapas pode esquecer o sonho de alcançar os playoffs.”

Embora a organização ainda não tenha confirmado, os únicos testes de pré-temporada – que poderiam ser realizados em março – devem mesmo ficar para a semana da abertura do calendário, marcada para 22 de abril em Interlagos. Serão dois dias, provavelmente na terça e quarta-feiras, com folga geral na quinta e início dos treinos oficiais na sexta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *