Stock: Salustiano e Greipel querem andar na frente em São Paulo

Pilotos da M4T/WAS estão confiantes na classificação da equipe para 2008.

A Copa Nextel Stock Car é a principal e mais equilibrada categoria do automobilismo brasileiro. Depois de quase seis meses seus carros voltam ao Autódromo de Interlagos neste fim de semana, para a o encerramento da temporada. E com apenas uma prova a ser disputada, muita coisa ainda está indefinida. Todas as equipes da competição ainda têm chances de se garantir entre as 16 melhores que vão disputar a temporada de 2008. Para o paulista Paulo Salustiano (Inpacom/Nicoboco/Sawary/RedeTV) a concentração vai ser fundamental na hora decisiva. “Como muita gente vai estar tensa com a possibilidade de ficar de fora, temos que ter calma e não nos afobarmos”, afirma. A largada está marcada para o domingo às 11 horas, com transmissão ao vivo da TV Globo.

A situação da M4T/WAS é delicada. A equipe ocupa a 17ª colocação e está 13 pontos atrás de sua concorrente direta. Mas seus pilotos não desanimam. “É difícil, mas não impossível. O único jeito é andarmos na frente e alcançar um resultado melhor do que já conseguimos”, explica Paulo Salustiano. O catarinense Mateus Greipel, que estreou no time na etapa de Londrina, também está otimista. “Nosso carro é muito bom na corrida, sempre ganhamos várias posições. Temos é que lutar para largar melhor”, conta o campeão da Stock Light em 2002.

Para alcançar os objetivos, todos dentro da escuderia estão trabalhando bastante. “Nós desmontamos o carro inteiro na semana passada e procuramos ver o que estava prejudicando nosso desempenho. Todos estão lutando, somos uma verdadeira equipe”, conta Salustiano. Greipel por sua vez já viu evolução da equipe na etapa passada, no Rio de Janeiro. “O carro já estava melhor. Se tivermos sorte o carro tem capacidade de andar na frente. Mas para isso precisamos estar entre os 15 primeiros em todos os treinos”, ressalta o representante da Inpacom/Nicoboco/Sawary/RedeTV.

No retorno a Interlagos os pilotos vão buscar se readaptar à nova configuração do circuito o mais rápido possível. “Quem achar o melhor ajuste primeiro já sai na frente”, acredita o catarinense. Quanto a isso Salustiano confia na capacidade do engenheiro do time. “Tenho certeza de que o Miguel Ferreira está estudando bem essa parte e vai fazer o melhor. Vai dar tudo certo”, confia o titular da M4T/WAS.

Fotos: André Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *