Stock: Salustiano vai a Curitiba visando mais do que um lugar entre os 10 primeiros

Piloto da Sawary/Nicoboco quer garantir vaga no play off que indicará o campeão.

No início do campeonato, o objetivo de Paulo Salustiano era terminar a temporada como o melhor estreante do ano. Agora, decorridas cinco etapas, ele mira mais longe: quer chegar ao play off entre os 10 pilotos que disputarão o título de campeão brasileiro de Stock Car. As duas vezes em que se incluiu entre os 10 primeiros do grid, e a obtenção da terceira voltam mais rápida na quinta etapa são a base deste objetivo, que ele pretende deixar mais próximo na sexta etapa, que vai ser disputada neste domingo em Curitiba.

“As cinco primeiras corridas me ensinaram muita coisa, e uma delas é que não basta ter um carro tão rápido quanto o meu, é preciso ter muita calma”, analisa o piloto da equipe Sawary/Nicoboco, que foi vice-campeão da Stock Light em 2005. “Na última corrida, em Londrina, eu tinha equipamento para ficar entre os seis primeiros, mas isso acabou me deixando precipitado. Como lá é muito difícil ultrapassar, vim por fora na primeira curva. Já tinha feito isso com um Fórmula Renault e deu certo, mas como o Stock é muito mais pesado, saí da pista e perdi seis posições. Recuperei duas e fiquei por ali até abandonar por causa de um problema na direção hidráulica. Mas se tivesse chegado ao final, eu não me perdoaria por desperdiçar a chance de ficar pelo menos em oitavo. Agora, vou passar a largar com mais calma”, promete.

No momento, Salustiano ocupa a 17ª colocação, com 18 pontos, enquanto o 10º colocado, Pedro Gomes, tem 24. “Seis pontos não é muita coisa, mas o Pedrão está andando muito bem. E entre mim e ele tem o Nonô Figueiredo, o Duda Pamplona, o Popó Bueno, o David Muffato, o Ingo Hoffmann e o Mateus Greipel. Não vai ser fácil, vou precisar ter muita calma e ainda mais sorte para sair de Curitiba entre os 10 primeiros, mas tenho de tentar. No que depender de equipamento, estou bem. O Miguel e o Marcelo Ferreira, meus engenheiros, trabalharam duas semanas inteiras no carro e corrigiram umas coisinhas que vão deixá-lo ainda mais rápido. Sei que vai ser duro, mas estou otimista”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *