Stock: Sem pressão, dupla da Nova RR vai pro tudo ou nada

Time carioca encara duas provas decisivas na briga contra o rebaixamento.

“A esperança é a última que morre”. Quem nunca ouviu ou disse essa célebre frase? Nessa “toada”, a equipe Nova RR, dos pilotos André Bragantini (Eurofarma / Hope RH / Amil Dental) e Norberto Gresse (Agecom / Bardahl), desembarcou no Autódromo de Tarumã, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A pista, uma das mais rápidas da temporada, sedia neste fim de semana a 11ª etapa da Copa Nextel Stock Car.

Na penúltima colocação no Campeonato de Equipes, apenas um milagre pode fazer o time “B” de Jorge de Freitas escapar do rebaixamento. Neste ano, as três últimas colocadas caem para a Copa Vicar, dando lugar as equipes campeã e vice da divisão de acesso.

Com 12 pontos em dez provas, o time precisaria ter hoje mais 33 para assumir a 14ª posição, que é da Red Bull Racing. Ou seja, apenas pódios e muitos pontos somados pelos dois pilotos da Nova RR nas provas finais para fazer a equipe escapar da degola.

Por outro lado, o grau de dificuldade, que é bastante desanimador tendo em vista o retrospecto, pode trazer aos pilotos uma tranqüilidade maior, por correram sem pressão. “Fizemos de tudo, demos o máximo, mas o carro não correspondeu. Coisas inexplicáveis aconteceram, como na última etapa, em Brasília, quando fechei a sexta-feira na terceira posição e não consegui ter um carro nem parecido no treino classificatório de sábado”, lembra Bragantini.

Gresse também não conseguiu repetir na pista o desempenho da última temporada, quando foi campeão da Stock Car Light (atual Copa Vicar). “Nas etapas que tive um carro competitivo os problemas mecânicos não me deixaram terminar a corrida”, lamenta Betinho, que no último final de semana subiu ao pódio duas vezes na etapa de Curitiba da GT3, quando correu com Valdeno Brito no Porsche da WB Motorsport.

Apesar dos maus resultados, os pilotos não “jogaram a toalha”. “Sabemos que em corrida tudo pode acontecer. Não vamos desistir, até porque a intenção é continuar na categoria em 2009”, adianta a dupla que entra na pista nesta sexta para os primeiros treinos livres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *