Stock: Sorocabano Átila Abreu aposta na estratégia para se dar bem em Curitiba

Piloto mais jovem da categoria quer voltar a estar entre os 10 primeiros.

Numa categoria tão equilibrada como a Copa Nextel Stock Car, os mínimos detalhes podem fazer toda a diferença. Todos lutam para ganhar centésimos ou mesmo milésimos de segundo, que podem valer algumas posições ao final de uma corrida. E em Curitiba, autódromo que nesse fim de semana (16-18/05) recebe a 3ª etapa da principal categoria do automobilismo brasileiro, não será diferente.


 


“Um dos fatores que pode ser determinante num circuito tão rápido e com muitas voltas como é o caso do anel externo de Curitiba, é o uso do Nitro. É preciso pensar bem onde e quando usá-lo”, afirma o sorocabano Átila Abreu (Joy Kidswear/OTG/ Colonial Rodas). A corrida acontece no domingo (18/05), a partir das 11h, com transmissão ao vivo da TV Globo para todo o Brasil.


 


Para Átila Abreu as características dos 2.550 metros da pista paranaense são um desafio a mais para acertar na decisão do uso do Nitro (Óxido nitroso), que gera até 60 cavalos a mais na potência do motor a cada uma das seis vezes que pode ser utilizado. “Com retas longas, um grande número de voltas e muito pontos de ultrapassagem, pode ser prudente resguardar esse auxílio mais para o final da prova, num momento decisivo, já que não é tão difícil ultrapassar aqui”, acredita o piloto mais jovem da Stock Car.


 


O titular da JF Racing também acredita que o trabalho na parada de boxes será de extrema importância. “Em Brasília, que foi uma corrida com situação parecida com a que teremos em Curitiba, nós vimos que as paradas fizeram muita diferença. Entrar na hora certa e ganhar alguns centésimos nos pits será fundamental”, aposta. Vale lembrar que mesmo em Interlagos, com circuito misto, a parada para o reabastecimento obrigatório foi determinante no resultado final da corrida.


 


Sexto colocado na abertura do campeonato, Átila busca recuperar as posições perdidas depois do abandono em Brasília e voltar a figurar entre os 10 primeiros, que se classificam para os playoffs. “Eu quero subir no pódio no Paraná. Essa é minha meta. No ano passado a equipe chegou na 4ª colocação, então eu sei que podemos repetir um bom resultado”, confia o representante da Joy Kidswear/OTG/Colonial Rodas. O “Meninão” da Stock Car também pensa que apesar de as pistas de Brasília e Curitiba serem semelhantes, a relação de forças neste fim de semana não necessariamente será a mesma vista na última etapa. “Quem andou bem lá tem boas chances de andar bem novamente, mas terão algumas alterações. As curvas e o asfalto são diferentes e a pista é mais rápida. Deve haver algumas mudanças”, conclui.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *