Stock: Sperafico larga em nono e Maluhy é o 11º no grid da Corrida do Milhão

Resultado da dupla poderia ser ainda melhor, não fossem problemas com os limpadores de pára-brisa durante o treino, que foi disputado com chuva.

Como previsto, a chuva foi a principal “personagem”, neste sábado (dia 30), da definição do grid para a Corrida do 1 Milhão de Dólares, no circuito de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A garoa “apertou” bem no início do classificatório, que começou a partir das 11 horas. Cacá Bueno, da equipe Eurofarma RC, conquistou a posição de honra e larga na frente neste domingo (31) na prova, válida pela 7ª etapa da Copa Nextel Stock Car.


Na equipe Terra Racing, um problema com as palhetas do pára-brisa impediu um resultado melhor para Rodrigo Sperafico e Felipe Maluhy. Mesmo assim, o time conseguiu colocar os dois carros entre os 15 primeiros. Sperafico vai largar em nono e Maluhy, em 11º. A prova terá início às 10h30 (ao vivo na TV Globo) e vai pagar o maior prêmio do automobilismo nacional.


“O dia foi produtivo. O carro mostrou-se bem em condições de pista seca e molhada. Pena que um detalhe tão pequeno nos tirou das primeiras filas. Mas a corrida amanhã será longa e largar entre os 10 já é um bom começo”, declarou Sperafico, atual vice-campeão e que está em 13º lugar na tabela deste ano.


“Abri o segundo classificatório e de cara registrei a melhor primeira parcial da sessão. Só que logo em seguida a minha palheta voou e ficou impossível enxergar bem”, lamentou Maluhy, que virou em 1min27s231. “Claro que ter um carro com condições de disputar as primeiras posições dá um ânimo que não tínhamos desde o ano passado. Mas é uma pena que uma peça tão simples tenha nos prejudicado tanto. Com certeza, poderia ter ficado entre os seis”, afirmou.


Neste domingo, de acordo com o site Climatempo, a chuva vai dar uma trégua e o bom tempo volta ao Rio de Janeiro. “É melhor que a corrida seja no seco para todo mundo: para o público lotar as arquibancadas e para a segurança na pista, já que a chuva poderia provocar muitos acidentes”, comentou Sperafico.


“O carro está competitivo, mas vamos ver como ele se comportará numa corrida longa. Também não sabemos como será o desgaste dos pneus. De qualquer forma, estamos animados”, finalizou Maluhy.



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *