Stock: Sperafico só pensa na última prova do ano

O fraco desempenho do carro e vários toques, entre os quais o de Christian Fittipaldi, impediram o paranaense Rodrigo Sperafico, da equipe Neosoro JF/Fox Filmes/FM Pneus/Banco Sofisa/Roundup, de terminar entre os 10 primeiros colocados da 11ª e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car, disputada hoje (domingo), no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.



Rodrigo largou em 15º e terminou em 13º. Beneficiado pelas punições de Thiago Camilo, Luciano Burti e Cacá Bueno, que estavam à sua frente, ele subiu para 10º. “O carro não estava bom na corrida e levei muitos toques. Um deles foi de Christian Fittipaldi, que forçou a ultrapassagem de forma desnecessária. Mas a verdade é que meu carro só dava para ir até a oitava colocação. Foi um final de semana complicado e todas as nossas tentativas não surtiram o resultado esperado”, enfatiza Rodrigo Sperafico.



Daqui para frente, Rodrigo Sperafico só pensa na última etapa da temporada, que será disputada no dia 10 de dezembro, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Matematicamente ele tem chances de ser vice-campeão, mas isso depende de uma combinação de resultados, que incluem vencer a corrida e torcer para que adversários como Cacá Bueno, Hoover Orsi, Juliano Losacco e Felipe Maluhy não marquem pontos. “Estarei centrado somente em vencer a corrida porque será muito difícil que quatro pilotos não marquem pontos. Quero encerrar a temporada conquistando minha primeira vitória na categoria”, afirma Rodrigo. 



A prova do Rio foi marcada por muitos acidentes, obrigando a intervenção do safety car. A vitória foi do paranaense Tarso Marques, a primeira dele na categoria. Tarso completou as 32 voltas da corrida em 50m24s128, andando à média horária de 127,08 km/h. A segunda colocação ficou com o paulista Antônio Jorge Net e a terceira com o sul-mato-grossense Hoover Orsi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *