Stock: Starostik tenta comandar reação do Paraná na categoria

O piloto William Starostik (Medley) não estará sozinho na corrida pela recuperação na Stock Car neste fim de semana em Brasília. Desde a introdução dos motores V8 em 2001, é a primeira vez que o Estado do Paraná não tem representante entre os Top 10 ao final das duas etapas iniciais. Após as provas em São Paulo e Curitiba, Lico Kaesemodel e Ricardo Zonta são os melhores paranaenses e dividem a 11ª colocação com 10 pontos cada.

A Stock Car regressa a um dos circuitos onde a Medley mais brilhou em 2008. Foram duas poles e duas dobradinhas do campeão Ricardo Maurício e do vice Marcos Gomes. Mesmo com as mudanças técnicas e desportivas sofridas pela categoria, marcadas principalmente pela chegada do novo carro, Starostik acredita que o retrospecto da equipe no Distrito Federal é um alento. “Com o trabalho e esforço de todos, temos tudo para evoluir. Não fui feliz nos treinos classificatórios em Interlagos e Curitiba. Mas já sabemos o que não funcionou e estamos prontos para reagir”, avisa Starostik, que tem o paulista Xandinho Negrão como parceiro.

Starostik lembra que, numa categoria pautada pelo equilíbrio, as reduzidas dimensões do anel externo – apenas 2.919 metros de comprimento – tornarão dramáticas as habitualmente apertadas tomadas classificatórias. No ano passado, embora tenha girado a apenas três décimos de segundo do mais rápido da primeira sessão, Starostik ficou somente em 22º no grid. “A sorte de uma corrida se decide no qualifying. Se você largar atrás, as chances já estarão comprometidas”.

Para aumentar as chances de encerrar o jejum de pontos em 2009 e continuar perseguindo a meta de passar à fase decisiva das últimas quatro etapas, Starostik diz que vai apostar tudo nos pneus. “Juntamente com Campo Grande, o traçado de Brasília é aquele no qual é preciso extrair o máximo dos pneus novos. Temos de acertar o carro de uma forma agressiva para o qualifying e, depois, modificá-lo totalmente para a corrida”, ensina.

Starostik e Xandinho homenagearão a memória de Ayrton Senna na Capital Federal. Os carros da Medley serão decorados com uma imagem do tri da Fórmula 1 e a mensagem “Eterno Campeão”, para lembrar os 15 anos da morte do maior ídolo brasileiro do automobilismo, ocorrida dia 1º de maio de 1994 na pista de Ímola, no GP de San Marino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *